Frigoríficos afirmam ter pago propina para ex-chefe da Casa Civil

Da Redação/JN

O Fantástico deste domingo (28), mostrou matéria denunciando o pagamento de propina para o ex-secretário da Casa Civil, Sérgio de Paula. Conforme reportagem exibida ontem no programa da TV Globo, os empresários Benilson Tangerino e José Alberto Berger, respectivamente dono de frigorífico e fábrica de couro, dizem ter feito pagamento ilegal.

Dois empresários do setor reclamaram da situação e um vídeo foi gravado onde um deles aparece entregando R$ 30 mil a José Ricardo Guitti, o ‘Polaco’ que seria uma espécie de mensageiro de Sérgio de Paula.

Segundo o empresário, o valor repassado para de Paula em forma de propina totalizou R$ 500 mil, em dois pagamentos de R$ 250 mil cada.

Ainda segundo ele, quando se negou a pagar uma espécie de ‘mensalidade’ de R$ 150 mil, acabou com as atividades suspensas, incluindo multa de R$ 7 milhões a pagar ao governo.

Em entrevista ao Fantástico, Reinaldo Azambuja negou estar ciente do esquema e informou que o empresário teve sua atividade suspensa por sonegação de tributos estaduais e emissão de notas frias.

Quanto às imagens gravadas, o governador disse responder pelos seus atos apenas.

Já Sérgio de Paula emitiu nota negando saber da suposta propina. Ele também afirmou que em nenhum momento autorizou alguém a falar em seu nome.

Polaco por sua vez afirmou não ter recebido qualquer valor em dinheiro, apenas.

Comentários