Fórum Trabalhista de Campo Grande reabre em nova estrutura com todas Varas reunidas

O Fórum Trabalhista de Campo Grande fechou 2016 em antigas instalações, mas já em processo de mudança, que se efetivará na próxima semana com retorno de recesso, e em novo local e com novos horários a serem observados pela população. As atividades de audiências e atendimento ao público reiniciam na segunda-feira (23), com as sete varas do trabalho já instaladas na nova sede, inaugurada no final do mês de novembro. Além da nova sede na Capital, outras novidades nos horários e sistemas da Justiça do Trabalho em Mato Grosso do Sul, também sofrerão mudanças.

De acordo com direção do Fórum, o horário de funcionamento da Justiça do Trabalho em todo Estado também teve alteração para 2017. O expediente interno será das 8 às 17 horas, período em que as audiências poderão ser realizadas nas Varas do Trabalho da Capital e do interior. “Já o atendimento ao público permanece das 11 às 17 horas”, externa nota divulgada esta manhã.

Já pelos sistemas, um monitoramento eletrônico e o controle de acesso ao Fórum Trabalhista de Campo Grande foram ativados para garantir a segurança da população, magistrados e servidores. Advogados, testemunhas e as partes nos processos (trabalhadores e empresários) deverão fazer um cadastro e terão o acesso liberado ao prédio conforme o seu perfil. Todos receberão um cartão eletrônico que deverá ser devolvido ao deixarem o local.

“O objetivo é fiscalizar todos que entram no Fórum por questão de segurança dos trabalhadores, empresários, magistrados, servidores e advogados que atuam na Justiça do Trabalho”, disse o presidente do TRT/MS, Desembargador João de Deus Gomes de Souza.

Serviço:

O novo Fórum Trabalhista está localizado à rua Jornalista Belizário Lima, 418 – entre o inicio das ruas 13 de maio e Rui Barbosa. Lá ganhou mais espaço físico e conforto para quem procura a Justiça do Trabalho em Mato Grosso do Sul. O prédio abrigará as sete Varas do Trabalho da Capital.  O novo prédio tem um espaço 40% maior do que o atual com a ampliação das secretarias das varas e das salas de audiência, atendendo a Resolução nº 70/2010 do Conselho Superior da Justiça do Trabalho.

Atualmente, o Fórum ficava em um prédio alugado na Rua João Pedro de Souza e foi transferido para a Rua Jornalista Belizário Lima, onde antigamente funcionava o edifício-sede do Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região. Com a mudança, haverá uma economia de R$ 40 mil mensais.

As salas de espera para as partes, testemunhas e advogados também serão ampliadas. Hoje, as salas comportam cerca de 100 pessoas sentadas aguardando as audiências. Com a reforma, o Fórum Trabalhista vai acomodar 300 pessoas, em média, nos dois pavimentos onde as audiências serão realizadas. Outra novidade que trará conforto e agilidade para o jurisdicionado é um sistema de som para anunciar as pautas de audiências.

lém disso, a nova sede do Fórum Trabalhista terá três salas extras para abrigar as futuras VTs. A obra, orçada em R$ 16,7 milhões, foi concluída em dez meses, prazo estipulado no projeto. Todas as instalações elétricas, hidráulicas, de processamento de dados, piso, forro e vidraçaria foram trocadas e os sistemas de ar condicionado e de segurança foram implantados.

Comentários