Fórmula Truck divulga calendário sem Campo Grande mais uma vez fora do circuito

A Fórmula Truck divulgou nesta quinta-feira (25), o calendário 2017 das provas e locais da competição, que não relaciona Campo Grande, que mais uma vez fica fora do circuito, que volta a ter corridas até fora do Brasil neste ano. A Capital no ano passado, já poderia ter ficado fora, mais como segunda opção, até recebeu a categoria mais “pesada” do país, após voltar ao circuito em 2015, ante também ter ficar fora do circuito em cinco temporadas/anos (2010 a 2014), após ter participado do evento nos noves anos anteriores. Em 2016, o Circuito no autódromo Orlando Moura, da Capital, recebeu a competição no mês de maio, após negociação que quase não foi concretizada devido a problemas da pista, que já haviam sido recomendados para reformulação.

Em 2017, a abertura da 22ª temporada acontece no dia 19 de março, no Autódromo Velopark, em Nova Santa Rita, Rio Grande do Sul. Campo Grande, em 2017, verá pela TV e que a categoria retorna à Buenos Aires, na Argentina e a cidade de Rivera, no Uruguai, na fronteira com o Brasil, que recebe pela primeira vez os caminhões. O calendário também tem o retorno de Caruaru, em Pernambuco, e a manutenção da corrida de Guaporé, em outubro, mês tradicional para a prova.

A presidente da Fórmula Truck, Neusa Navarro, lembrou no ano passado, que a volta a Capital era interessante para o local e para a categoria. “Voltar a ter uma corrida da Fórmula Truck depois de cinco temporadas já é uma realização e voltar a Campo Grande no próximo campeonato -em 2016- é algo que me deixou particularmente satisfeita. A Truck tem uma ligação muito forte com a história daquele autódromo -Orlando Moura-. Foi uma corrida nossa, em 2001, que marcou a inauguração do circuito. Sem contar que é uma cidade das mais agradáveis e uma praça muito interessante para todos os setores que estão de alguma forma ligados ao nosso evento”, acrescentou.

A etapa na capital sul-mato-grossense, em 2016, foi confirmada na última semana depois que Brasília (DF) desistiu da disputa para receber a prova.

Calendário pouco atrasado

Para 2017, Neusa Navarro, explicou que o calendário saiu somente agora para ter as definições corretas e não haver mudanças como ocorreu no ano passado, que até deu uma oportunidade a Campo Grande. “Demoramos um pouco mais para soltar nosso calendário neste ano para definirmos bem as datas e tentar evitar mudanças de cidades, algo que independe da nossa vontade. Assim, estamos com tudo praticamente definido para este ano de 2017”, disse a presidente.

 

Comentários