Forças Armadas são autorizadas a ‘proteger’ Fronteiras de MS

As fronteiras de Mato Grosso do Sul com o Paraguai e Bolívia devem ter a presença das Forças Armadas, após um pedido da governadora em exercício, Rose Modesto (PSDB), ao presidente Michel Temer, na tarde de ontem (18).

Esta é uma reivindicação que já havia sido feita pelo governador Reinaldo Azambuja à presidência da República, em anteriores reuniões sobre Segurança Pública na capital federal.

De acordo com Rose Modesto, o pedido é parte de um pacote para questões de segurança que “prioritariamente passam pela fronteira”.

Segundo informações do governo, o Exército, Marinha e Aeronáutica serão responsáveis pelo papel de segurança na fronteira com os dois países.

Comentários