Forças Armadas iniciam Operação Ágata na fronteira com Argentina, Paraguai e Bolívia

Militares brasileiros e blindado utilizado duranta a operação iniciada nesta quarta-feira – Foto: Internacional News

O Ministério da Defesa iniciou nesta quarta-feira (22), a 9° edição da Operação Ágata, com movimentações de tropas da Marinha, Exército, Força Aérea, além de Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Receita Federal. A operação se estenderá em 4.045 km de fronteira brasileira com a Argentina, Bolívia e Paraguai.

O Comando Militar do Oeste (CMO), de Campo Grande (MS) conduz as operações das Forças Armadas, de Foz do Iguaçu, no Paraná, até Abunã, em Rondônia. O Ministério Público Federal e Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e as polícias Militar e Civil e órgãos municipais de segurança, como Guarda Municipal, também contribuirão com a operação que, de acordo com o ministério, pretende “reduzir os crimes na faixa de fronteira terrestre, aumentando a presença do Estado”.

Na fronteira, a operação causa desconforto do lado paraguaio, pois os empresários da região, principalmente de Cidade do Leste, com Foz do Iguaçu e Salto del Guairá, com Guaíra, que desde o começo do ano sofrem às consequências da alta do dólar em relação à moeda brasileira e a crise econômica brasileira e temem que a concentração de grande número de militares e autoridades policiais na região diminua ainda mais o fluxo de brasileiros que procuram o comércio da fronteira.

Desde janeiro mais de mil estabelecimentos comerciais fecharam as portas em Cidade do Leste, de acordo dados divulgados pelo Ministério do Trabalho do Paraguai.

Silvio Ferreira, com informações Internacional News

Comentários

comentários