Fluminense e Atlético-PR em busca de título inédito da Sul-Americana

Gazeta Esportiva/JN

Com lembranças amargas em torneios internacionais, times se enfrentam nesta quarta-feira pelas semifinais da Copa Sul-Americana

Únicos brasileiros com chances de ganhar um título internacional na temporada, Fluminense e Atlético-PR desbancaram outros rivais que eram apontados desde o início do ano como os mais credenciados a levantar uma taça em disputa com times de outros países.

Fluminense e Atlético-PR se enfrentam nesta noite (Foto: Divulgação)

Tudo bem que a Copa Sul-Americana não tem o mesmo peso da Libertadores, mas isso não desqualifica uma eventual conquista de um ou outro.

Tanto Flu quanto Atlético-PR já ‘bateram na trave’ em pelo menos uma das duas competições. Pela Libertadores, ambos amargaram o vice-campeonato.

O do time paranaense foi em 2005. Depois de passar por equipes fortes, como América de Cali, Cerro Porteño, Santos e Chivas Guadalajara, não conseguiu superar o São Paulo, na decisão, e acabou goleado no Morumbi por 4 a 0, numa partida em que brilharam Diego Tardelli, Amoroso e Luizão (no primeiro jogo houve empate por 1 a 1).

O vice da Libertadores do Fluminense soou ainda mais doloroso. O adversário, na final de 2008, não era um time de tanta tradição assim e os cariocas surgiam como favoritos contra a LDU, de Quito. Para chegar à última fase da disputa, os tricolores haviam derrotado a própria LDU, além de Libertad, Arsenal de Sarandí, Atlético Nacional, São Paulo e Boca Juniors.

No primeiro dos dois duelos derradeiros, acabou surpreendido e perdeu no Equador por 4 a 2. Mas a confiança para o jogo da volta era enorme nas Laranjeiras. Com um time talentoso, comandando em campo por Conca e Thiago Neves, o Flu lotou o Maracanã, com quase 80 mil pessoas, e derrotou a LDU por 3 a 1, com três gols de Thiago Neves.

A decisão, então, foi para os pênaltis. Como muitas vezes na vida real o herói vira vilão, Thiago e Conca desperdiçaram suas cobranças – Washington também – e apenas Cícero a converteu. Festa dos visitantes, certeiros em três finalizações, e muito choro dos perdedores.

Quis o destino que as duas equipes se enfrentassem novamente no ano seguinte, exatamente em outra decisão continental – a da Copa Sul-Americana. E a dor dos tricolores só aumentou. Perdeu de goleada no jogo em Quito (5 a 1) e devolveu parcialmente o desastre (vencendo no Rio por 3 a 0). De novo, por apenas um gol, os cariocas deixaram escapar o gostinho de um título internacional.

Fluminense e Atlético-PR jogam nesta quarta (7), às 21h45, na Arena da Baixada. No dia 28 deste mês, a partida que definirá o classificado para a final será realizada no Maracanã. A outra semifinal reúne os colombianos Santa Fé e Junior Barranquilla, egressos da Libertadores, onde ficaram em terceiro lugar em suas respectivas chaves na fase de grupos.

 

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu cometário!
Por favor, insira seu nome aqui