Fiorentina entra na briga e topa pagar R$ 120 milhões pelo santista Gabigol

A Fiorentina quer contar com o futebol do atacante Gabriel já para o próximo semestre e está disposta, inclusive, a desembolsar 30 milhões de euros, ou R$ 120 milhões, conforme apurou o ESPN.com.br.

Gabriel em lance do jogo de ontem contra o Panamá (Foto: Divulgação)
Gabriel em lance do jogo de ontem contra o Panamá (Foto: Divulgação)

O problema, contudo, é que o jogador só quer sair do Santos se for para atuar nos times considerados “top A” na Europa, como Barcelona, Real Madrid ou Bayern.

Atualmente com a seleção brasileira que vai disputar a Copa América Centenário, nos Estados Unidos, o jogador deixa seu futuro na mão de seus empresários.

E aí está outra entrave para a negociação. O presidente Modesto Roma não quer pagar comissão a terceiros, o que vem sendo o principal obstáculo das negociações.

Representado pelos escritórios de Wagner Ribeiro e Juan Figer, Gabriel acompanha só de longe as negociações, enquanto os empresários tentam fazer o Santos assinar a comissão.

O exigido é o normal de mercado: 10% em cima do valor da negociação. O clube, contudo, não aceita pagar. E, até o momento, permanece irredutível.

Desde março que representantes do jogador possuem uma carta de intenção da equipe de Florença para comprar o atacante.

O camisa 10 é um dos principais destaques da base santista desde Neymar, que hoje brilha, consagrado com a camisa do Barcelona.

Ângelo Arquilha, representante da Fiorentina nos negócios do clube na América do Sul, é o homem do time italiano nas negociações.

Outro time que ainda sonha em contar com o jogador é o Borussia Dortmund, da Alemanha, também por meio dos empresários.

O Santos ainda não recebeu nenhuma proposta oficial pelo jogador. Está tudo na mão dosagentes, que não levam as transações para frente por causa da discussão por comissão.

Atualmente, os direitos econômicos do atacante estão divididos entre Santos, com 40%, Doyen Sports, com 20%, e ao próprio atleta, 40%.

Após a disputa da Copa América, Gabriel segue com a seleção brasileira, mas para representar o país nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. (ESPN)

Comentários

comentários