Fim de semana será seco e acende alerta para cuidados com a saúde

A ausência de chuva no Estado, associada as altas temperaturas, tem deixado os índices de umidade do ar em níveis críticos. De acordo com a Coordenadora do Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima (Cemtec), Franciane Rodrigues, esse é um dos maiores períodos de estiagem dos últimos dez anos.

“Conforme análise de dados do Cemtec, dos anos 2008 a 2018, a média de estiagem no período de inverno em Mato Grosso do Sul varia entre 20 a 25 dias”. Porém, segundo a meteorologista, alguns municípios já estão há mais dias sem chuva, como Campo Grande por exemplo, que já contabiliza 31 dias de estiagem.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que para uma boa qualidade do ar, a umidade deve ficar em torno dos 60%. No entanto, Mato Grosso do Sul tem registrado índices de até 15% nos últimos dias.

Para este sábado (17.08) o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) prevê índices entre 15% e 65%. O dia começa fresco, com mínima de 13°C, mas durante a tarde o calor predomina, e os termômetros podem chegar aos 36°C.

Na Capital, a previsão é de céu claro com névoa seca, e temperatura em ligeira elevação. As temperaturas ficam entre 18°C e 33°C.

Comentários