Fifa promove treinamento com VAR e árbitros aprovam uso da tecnologia

Gazeta Esportiva.com

A Fifa, entidade maior do futebol mundial, vem realizando treinamentos com vídeo-arbitragem em Florença, na Itália, com o objetivo de aumentar a familiarização de seus árbitros com a tecnologia, que já se faz presente em algumas das principais ligas do futebol internacional e estará na Copa do Mundo deste ano, na Rússia. Na última quinta-feira, as atividades foram abertas à imprensa.

O árbitro de vídeo ajudará os juízes que estiverem em campo a corrigirem suas decisões ou tomarem as decisões corretas em lances decisivos, como em marcação de gols em situação duvidosa, pênaltis, impedimentos e expulsões diretas. O processo pôde ser acompanhado pelos jornalistas, que viram de perto os dois lados da moeda.

“É normal quando você começa a usar algo novo e que não é bem conhecida por muitos. É normal que alguém possa ser cético quanto a isso. O que podemos dizer é que o objetivo é claro. O VAR pode evitar que grandes erros sejam cometidos, e esta é a intenção e algo que deve ser entendido por todos”, disse o ex-árbitro e atual presidente do Comitê de Arbitragem da Fifa, Pierluigi Collina.

O árbitro de vídeo já será implementado na Copa do Mundo deste ano (Foto: Divulgação)

O feedback dos juízes que têm sido preparados para utilizarem o VAR em jogos oficiais é, em sua maioria, positivo, como confirmam o holandês Björn Kuipers e o gambiano Bakary Papa Gassama, que participaram dos treinamentos de semana passada e estarão no Mundial da Rússia, que terá início no mês de junho.

“Estamos muito confortáveis para trabalhar como árbitro assistente de vídeo e com o VAR, pois a Fifa fez todo o possível para nos dar este grande e confiável sistema de VAR. Mas uma coisa é certa: o VAR não vai tirar todas as discussões do futebol. O VAR pode ser seu melhor amigo quando você perder uma situação crucial. Então, isto pode realmente ajudar você a corrigir este erro que você cometeu”, apontou Kuipers.

“Eu me sinto muito confortável de trabalhar com o VAR, porque a Fifa fez muitos seminários para nós com o treino do VAR, tanto dentro como fora de campo. Estamos muito, muito confortáveis. Nós também começamos na África. Estamos usando o VAR em algumas ocasiões, não em todas, mas especialmente em torneios. Eu me sinto muito confortável”, completou Gassama.

Comentários