Fevereiro tem melhor resultado de geração de empregos em MS desde início da crise

Dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados nesta segunda-feira, 25, pelo Ministério do Trabalho, apontam que o mês de fevereiro teve o melhor resultado para a geração de empregos com carteira assinada em Mato Grosso do Sul desde o ano de 2014, que antecedeu o processo de crise econômica atravessado pelo País.

O saldo, resultado entre admitidos e demitidos, foi de 3.511 vagas, reação de 7% comparada fevereiro de 2018 e de 39% em relação ao mesmo período em 2017.

“O ano começou com perspectivas mais positivas e isso tem interferido no emprego. Além disso, temos a proximidade de Páscoa que reflete em alguns contratos temporários, a intenção de consumo das famílias aumentou e da mesma forma o índice de confiança dos empresários”, observa o presidente do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio-MS, Edison Araújo.

Quando segmentado por setor, o comércio gerou 326 novas vagas e o destaque fica para o setor de serviços, com 2.129 empregos com carteiras assinados a mais no Estado.

“O interessante de ser notado é que que os empregos são dos últimos indicadores a se recuperarem. É importante que tenhamos um cenário contínuo de saldo positivo, ou seja, mais admissões do que admissões para acelerar esse processo de recuperação da economia”, avalia a economista do IPF-MS, Daniela Dias.

Comentários