Festival América do Sul Pantanal reunirá o melhor da cultura regional, nacional e internacional

Nádia Nicolau

Lançado oficialmente na última semana, o Festival América do Sul Pantanal é um dos eventos mais aguardados em Mato Grosso do Sul. Para contar as novidades desse ano, a diretora-presidente da Fundação de Cultura de MS, Mara Caseiro, falou ao programa Tribuna Livre, nesta segunda-feira (21).

O FASP chega a sua 15ª edição, como sempre gratuito, e será realizado no período de 14 a 17 de novembro, em Corumbá e Ladário. Ambas as cidades vão reunir a população local e turistas, em uma festa multicultural.

Conforme Mara Caseiro, a ideia é reunir “pessoas que fizeram aconteceram na cultura de Mato Grosso do Sul, debater literatura e mostrar a importância e relevância da nossa cultura em todos os segmentos”.

A diretora-presidente da FCMS também disse que além das atrações regionais e nacionais, artistas de outros países já confirmaram presença no FASP. Segunda ela, a estimativa de público é de 40 mil pessoas, vindas, inclusive, de outros países, potencializando o setor turístico. “Haverá aquecimento da economia com a geração de rendas, entre R$ 12 a 15 milhões”, disse Mara.

Sobre as atrações, além da dupla sertaneja Zezé Di Camargo e Luciano, estarão no palco os Paralamas do Sucesso, Diogo Nogueira, Lucy Alves, entre outros artistas que foram selecionados através de Edital.

Com foco na integração das artes, o FASP 2019 vai contar também com apresentações de grupos teatrais, circenses e de dança sul-mato-grossenses, que terão a companhia de coletivos do Peru, Argentina, Bolívia e Uruguai.

Comentários