Felipe Giaffone e Roberval Andrade se consagram nas pistas de Campo Grande com a Copa Truck

Michael Franco

Duda Bairros – Copa Truck

Os apaixonados por velocidade de Campo Grande viveram momentos de adrenalina neste domingo (29) com etapa da Copa Truck. Mesmo com maioria da torcida empurrando o caminhão rosa de Débora Rodrigues, ela não conseguiu despontar entre os primeiro colocados. O dia de velocidade consagrou Felipe Giaffone, que sempre corre bem nas pistas da cidade morena, e Roberval Andrade, que leva toda nação corinthiana nas rédeas de seu possante.

As corridas da Copa Truck são divididas em duas partes. Na primeira delas o grid de largada é decidido pelo treino classificatório do dia anterior. Já na segunda corrida, os oito primeiros colocados da primeira prova invertem as posições e do nono em diante mantém-se o resultado.

Primeira corrida

Felipe Giaffone dominou a pista de ponta a ponta, seguido de perto pelo caminhão corinthiano de Roberval Andrade. Todas as tentativas de ultrapassagem do truckão do Corinthians foram neutralizadas pelo Volkswagen número #4 de Giaffone.

Os outros pilotos trocaram muitas posições, sem maiores incidentes. Inclusive, todos os atletas conseguiram manter seus caminhões para largarem na segunda parte. Débora Rodrigues também ganhou destaque na disputa pela sétima posição. No entanto, na reta final da primeira corrida, Djalma Fogaça não permitiu a ultrapassagem da única representante feminina da categoria. Pelo regulamento, Débora largou em primeiro na segunda parte da prova.

Quanto a liderança, após disputa acirrada e com diferença mínima, Giaffone seguiu soberano nos 3.153 metros da pista do autódromo da Capital Morena.

Segunda corrida

Débora Rodrigues não conseguiu manter a liderança por muito tempo. Na terceira volta foi ultrapassada por André Marques e daí passou a perder várias posições. Após se envolver em um incidente e rodar na pista, ela foi motivada pela maioria da torcida campo-grandense e conseguiu recuperar várias posições, terminado em sexto no grid.

Na ponta da classificação, a narrativa da primeira corrida se repetiu. Roberval Andrade e Felipe Giaffone largaram bem e disputaram curva a curva a ponta da pista. Por mais que Giaffone tentou ser soberano mais uma vez em Campo Grande, o caminhão da equipe do Corinthians, guiado por Roberval Andrade venceu a segunda corrida.

 

Comentários