Federer perde para 55° do ranking e dá adeus ao US Open

Gazeta Esportiva.com

Suíço não caía nas oitavas desde 2013 (Foto: Julian Finney/Getty Images/AFP)

Na madrugada de segunda para esta terça-feira, o favorito Roger Federer entrou em quadra pelas oitavas de final do US Open e acabou eliminado pelo australiano John Millman. O número 55 do ranking conseguiu o histórico resultado ao vencer com parciais de 3/6, 7/5, 7/6 (9-7) e 7/6 (7-3) em 3h34 de jogo.

Assim, Millman avança para enfrentar o sérvio Novak Djokovic nas quartas de final, após vencer pela primeira vez um adversário do top 10 da ATP. Além disso, o resultado significou também a primeira eliminação de Federer em uma fase de oitavas de final desde 2013, quando o suíço caiu para o espanhol espanhol Tommy Robredo.

Roger Federer começou bem na partida, e abriu um 3/0 logo de cara. No entanto, ele mostrava um pouco de deficiência no aproveitamento de primeiro serviço, e inclusive teve que enfrentar um break-point quando sacava para fechar. No segundo set, o desempenho do suíço piorou, obtendo apenas 31% de aproveitamento de primeiros serviços em quadra.

Sacando para fechar, o ex-número 1 do mundo errou um voleio fácil e cometeu dupla falta no break point. Enquanto isso, Millman ganhava cada vez mais confiança, e ao fim do set, havia cometido apenas 10 erros não forçados, contra incríveis 22 de Federer.

No terceiro set, o suíço perdeu um break point ainda no game de abertura, mas a parcial seguiu inteiramente sem quebras, pois Federer conseguiu melhorar o seu aproveitamento, enquanto o seu adversário apostava na consistência do fundo de quadra, cometendo poucos erros.

No tie-break, o pentacampeão do US Open conseguiu induzir seu adversário ao erro, e chegou a liderar por 3-1. Contudo, acabou entregando dois pontos praticamente de graça logo em seguida, e teve de se recuperar posteriormente. Após uma troca de lideranças, Federer chegou ao set point, salvo por Millman ao arriscar o segundo saque. O australiano perdeu um set point no saque do adversário, mas voltou a ser agressivo e definiu a parcial em seu serviço.

No quarto set, Federer quebrou primeiro e chegou a liderar por 4/2, mas novamente caiu de produtividade e permitiu o empate. Depois disso, em um novo tie-break, o suíço cometeu quatro erros não-forçados, o que colocou Millman na liderança por 6-1. Com a situação favorável, o australiano apenas esperou a melhor oportunidade para fechar a partida e selar a histórica classificação.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here