Fazendeiro leva multa por deixar gado degradar área protegida

Lúcio Borges

A PMA (Polícia Militar Ambiental) multou em R$ 8,3 mil um fazendeiro em Guia Lopes da Laguna, por não construir cerca e deixar gado degradar nascente de rio, ainda em área protegida por Lei. O produtor de 62 anos foi autuado e multado por degradação ambiental durante fiscalização da PMA, no fim da tarde desta quarta-feira (24), no município a 273 quilômetros de Campo Grande.

O agora infrator foi autuado administrativamente por degradar área considerada de preservação permanente, sendo aplicado o valor da multa, como também indiciado e responderá por crime ambiental, que tem pena de um a três anos de prisão.

De acordo com informações da PMA, durante vistoria na fazenda os policiais constataram que uma nascente estava sem cercamento e o pisoteio de gado havia degradado a área protegida por Lei. Também foi detectado que há algum tempo, uma pequena barragem no curso d’ água foi construído sem autorização. A área protegida danificada se estendeu por 2 hectares da propriedade.

As atividades foram interditadas e o proprietário rural notificado a retirar o gado das áreas em 24 horas e projetar Prada (Plano de Recuperação de Áreas Degradadas e Alteradas), junto ao órgão ambiental.

Comentários