Fazendeiro é pego em degradação de matas ciliares próxima a Capital

Lúcio Borges

Foto: divulgação PMA

A PMA (Policia Militar Ambiental) de Campo Grande, descobriu um fazendeiro desmatando áreas de proteção natural no município de Rochedo. O homem apontado com 52 anos, sem nome revelado pela polícia, foi autuado e multado por degradação de matas ciliares de córrego para construção de um tanque de piscicultura. Segundo as informações, a área é de preservação permanente e protegida por lei.

O proprietário rural, que não teve nome divulgado, usou máquinas que já não estavam no local, e construiu tanques de piscicultura em uma área de matas ciliares no córrego Baixada, sem autorização ambiental.

Conforme a PMA, os policias interditaram as atividades e o infrator, que mora em Sonora, a 350 quilômetros de Campo Grande, foi autuado e multado em R$ 5 mil e também responderá por crime ambiental, pena prevista de um a três anos de prisão.

O fazendeiro ainda foi notificado a apresentar junto ao órgão ambiental Estadual um PRADA (plano de recuperação da área degradada e alterada).

Comentários