Fazendeiro é autuado em mais de R$ 120 mil por desmatamento e exploração ilegal de madeira

Ontem (08), Policiais Militares Ambientais de Aquidauana em fiscalização em Dois Irmãos do Buriti, autuaram o proprietário de uma fazenda por desmatamento em área de preservação e exploração de madeira protegida por lei.

Os policiais localizaram o desmatamento e constataram a ilegalidade em um hectare de mata ciliar de um córrego que corta a propriedade. O proprietário não se encontrava no local e os policiais o acionaram para acompanhar a vistoria.

A PMA localizou uma grande quantidade de madeira protegida por lei (Foto: Divulgação PMA)
A PMA localizou uma grande quantidade de madeira protegida por lei (Foto: Divulgação PMA)

Dentre a vegetação derrubada, que já estava em leiras, a PMA localizou uma grande quantidade de madeira protegida por lei sendo explorada ilegalmente. Eram 121 m³ de árvores derrubadas da espécie aroeira, que tem seu corte proibido, inclusive, em desmatamentos legalizados.

As atividades foram interditadas e o proprietário da fazenda foi autuado administrativamente e multado em R$ 121.500,00. Ele responderá por exploração da aroeira, com pena prevista é de um a dois anos de reclusão, a destruição da mata ciliar, com pena de um a três anos de detenção e pelo desmatamento, com pena de três a seis meses de detenção.

O infrator foi notificado ainda a apresentar um Plano de Recuperação de Área Degradada (PRADE), junto ao órgão ambiental.

Um dia antes, a PMA de Aquidauana já havia autuado outro fazendeiro em R$ 55 mil no município de Dois Irmão do Buriti, pelo mesmo motivo.

Comentários

comentários