Família aguarda laudo para descobrir causas de incêndio que matou mulher de 34 anos

Há quase dois meses do incêndio que causou a morte de Tatiane Inocência de Jesus, 34 anos, ainda não foi comprovado se jovem cometeu suicídio incendiando a própria casa, em Sonora. A família aguarda o laudo da perícia.

Conforme noticiado anteriormente pelo site Edição de Notícias, após se desentender com a namorada, Tatiane teria ateado fogo na própria com as duas filhas dentro do imóvel. Segundo Janaína Inocência de Jesus, irmã da vítima, a informação não procede. “As crianças não estavam dentro da casa. O cômodo que foi incendiado fica separado do resto da residência”, explicou.

Foto: Edição de Notícias
Foto: Edição de Notícias

Ainda segundo informações da irmã da vítima, o laudo que comprovaria o suicídio ainda não saiu. “Ninguém ainda sabe o que realmente aconteceu, mas tenho certeza que minha irmã não tiraria a própria vida. Ela não faria isso”, frisou.

O caso

Segundo o boletim de ocorrência, Tatiane foi socorrida por policiais militares, um investigador da Polícia Civil e enfermeiros depois de ser encontrada ainda com o corpo em chamas dentro de sua residência localizada na rua Do Engenho, no centro de Sonora.

Com 100% do corpo queimado, ela foi encaminhada para o Hospital Municipal, mas como seu estado de saúde era considerado gravíssimo, precisou ser transferida com urgência para Santa Casa de Campo Grande. Ela acabou falecendo na manhã do dia 15.

Comentários

comentários