Falso médico é denunciado pelo MP por exercício ilegal e homicídio doloso

O MPE (Ministério Público Estadual) denunciou ontem (21) um falso médico que atuava no hospital municipal de Paranhos, no sul do Estado, por homicídio doloso, exercício ilegal da profissão, identidade falsa, além do crime de desobediência.

Hospital onde o falso médico atuou (Foto: Divulgação)

Ao Portal G1/MS, o secretário Municipal de Saúde, João Feliciano da Silva, disse que o falso médico atuou durante a gestão passada e não foi comunicado da investigação do MP.

De acordo com a investigação, o falso médico usou documentos médicos de um profissional do Estado e, sem ser habilitado, expôs a vida das pessoas ao risco constante, tanto que acabou matando João Maria Padilha da Silva no hospital municipal.

O CRM-MS (Conselho Regional de Medicina) informou não atuar em casos assim. Em relação ao profissional que teve os documentos médicos usados, o fato será apurado.

O MP também pediu a prisão preventiva do falso médico. De acordo com a investigação policial, o falso médico não compareceu a delegacia para prestar depoimento.

Além disso, há informações de que estaria exercendo ilegalmente a medicina em outros hospitais e estaria se escondendo na Bolívia desde que o fato veio à tona.

Comentários