Facebook pagará multa de US$ 5 bi e criará comitê de privacidade

VEJA/Reuters/JP

Facebook (Foto: Aytac Unal/Anadolu Agency/Getty Images)

O Facebook pagará uma multa sem precedentes de 5 bilhões de dólares (equivalente a 18,8 bilhões de reais) para resolver uma investigação do governo sobre suas práticas de proteção de dados e fará reestruturação na política de privacidade. A companhia aceitou o acordo da Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos (FTC) nesta quarta-feira, 24.

Segundo a FTC, essa é a maior multa já aplicada a uma empresa privada sobre violações na segurança de dados ou políticas de privacidade. O Facebook violou a privacidade de 87 milhões de usuários ao compartilhar seus dados com a empresa britânica de de consultoria política Cambridge Analytica, em meio às eleições presidenciais de 2016 nos EUA.

O acordo dispõe que o Facebook deve criar um comitê de privacidade independente do conselho da empresa, que removerá “o controle irrestrito do presidente executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, sobre as decisões que afetam a privacidade do usuário”. O Facebook também concordou em exercer maior supervisão sobre aplicativos de terceiros.

O acordo acontece um dia depois de o Departamento de Justiça dos Estados Unidos ter anunciado na terça-feira que está abrindo uma ampla investigação sobre as principais empresas de tecnologia para apurar se elas adotam práticas anticoncorrenciais, no sinal mais forte de que o governo Trump está intensificando seu escrutínio sobre os gigantes de tecnologia.

Comentários