Facebook avalia que hackers não invadiram aplicativos de terceiros

Portal G!

Mark Zuckerberg, presidente do Facebook — Foto: AP Photo/Marcio Jose Sanchez

Facebook avaliou na última terça-feira (2) que os hackers que invadiram 50 milhões de contas não chegaram a manipular aplicativos de terceiros vinculados à rede social. Engenheiros da empresa analisaram os registros de aplicativos externos e não encontraram sinais de problemas, informou o vice-presidente de gestão de produtos, Guy Rosen.

“Até o momento, a investigação não encontrou evidência de que os hackers tenham acessado qualquer aplicativo que use Facebook Login”, disse o executivo em um blog.

Entre apps que permitem acesso via login no Facebook estão Spotify, Tinger e Airbnb.

Deslogados

O Facebook revelou na sexta-feira passada (28) que até 50 milhões de contas foram hackeadas, um duro golpe em seu esforço para convencer os usuários a confiarem seus dados.

Por precaução, 90 milhões de pessoas foram deslogadas.

A rede social está investigando o alcance do dano causado pelos hackers, que exploraram falhas de software para roubar “tokens de acesso”, um equivalente a chaves digitais que permitem aos usuários acessar suas contas.

Ao que parece, os hackers estavam interessados em ter acesso a nomes e cidades de origem dos usuários, mas não está claro para que objetivo, informaram os executivos da rede social.

A violação é o mais recente constrangimento de privacidade para o Facebook que, no início deste ano, reconheceu que milhões de usuários tiveram dados pessoais roubados por uma empresa política que trabalhava para a campanha de Donald Trump em 2016, a Cambridge Analytica.

Comentários