Exército deve atuar na segurança dos presídios de MS

Divulgação

A Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) e o CMO (Comando Militar do Oeste) estudam uma possível parceira para atuarem no reforço da segurança nos presídios de Mato Grosso do Sul.

Segundo o diretor-presidente da Agepen, Ailton Stropa Garcia, um panorama sobre a situação dos presídios já é traçado pelos responsáveis. O Exército deve auxiliar com recursos, atuando nas necessidades presentes.  “O Exército dispõe de equipamentos que nós ainda não possuímos e isso amplia significativamente as possibilidades de obtermos sucesso nas ações”, acredita.

Militares do Exército conheceram a rotina de unidades prisionais, durante uma palestra ministrada pelo diretor da Penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande, João Bosco Correia e agentes penitenciários.

Ainda conforme Stropa, apesar de o sistema penitenciário de MS não ter registrado nenhum fato que direcione a alguma crise, como em outros Estados, a ajuda de militares do Exército é de suma importância.

Comentários