Exército deflagra Operação Atalaia na fronteira com a Bolívia

A Operação Atalaia, coordenada pela 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira, foi deflagrada às 08h desta segunda-feira (06). A ação, de iniciativa do Comando Militar do Oeste, tem o objetivo de combater delitos transfronteiriços e ambientais na fronteira Oeste do Brasil. Em torno de 500 pessoas estão trabalhando na operação, entre militares e servidores de órgãos envolvidos na ação. A atividade consiste na instalação de postos de bloqueios em estradas e em rios, onde pessoas, veículos e embarcações serão vistoriados.

Durante Operação Atalaia serão fiscalizados veículos, pessoas e embarcações em postos de bloqueio
Durante Operação Atalaia serão fiscalizados veículos, pessoas e embarcações em postos de bloqueio

Segundo o capitão Tunala, oficial de Comunicação Social da 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira, o principal intuito é conter o tráfico de drogas, contrabando de explosivos, armas e munições. Produtos contrabandeados que forem apreendidos durante a operação serão encaminhados aos órgãos competentes, como Receita Federal, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal. Ele informa que não há data prevista para término da fiscalização.

A Operação Atalaia está sendo realizada em parceria com 120 integrantes do Departamento da Polícia Federal (DPF), Departamento da Polícia Rodoviária Federal (DPRF), Secretaria da Receita Federal do Brasil (SRFB), Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul (SEJUSP-MS), Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira (GGI-Fron), Polícia Militar e Civil do Estado do Mato Grosso do Sul (6º BPM/Corumbá), Bombeiro Militar (3º GBM), Guarda Municipal de Corumbá e da AGETRAT.

Além do combate a delitos, busca-se a estreita coordenação entre os órgãos do Poder Executivo, particularmente as Forças Armadas e os Órgãos de Segurança Pública e de Fiscalização das esferas Federal, Estadual e Municipal. O Comando da 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira informa que a tropa atuará dentro do que determina a lei. Com informações da Seção de Comunicação Social da 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira.

Com Informações diarionline

Comentários

comentários