Exército coloca homens nas ruas para garantir segurança nas eleições de domingo

O Exército Brasileiro cumprirá solicitação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com missões de garantia da lei e da ordem, além de apoio logístico aos órgãos da Justiça Eleitoral em 300 municípios do País. A intenção é atuar coibindo práticas criminosas no dia 2 de outubro, durante o primeiro turno das eleições municipais.

exeru

Em Campo Grande, militares do 20º Regimento de Cavalaria Blindado e da 14º Companhia de Polícia do Exército estarão prontos para atuar, mediante ordem do Ministério da Defesa. Complementando o dispositivo de segurança das Eleições 2016, o 3º Batalhão de Aviação do Exército manterá seis helicópteros em condições de transportar tropas para qualquer ponto da jurisdição do Comando Militar do Oeste.

Até o presente momento, o CMO (Comando Militar do Oeste) proverá a segurança de pleito eleitoral com quase 200 homens nos municípios de Caarapó, especificamente a aldeia indígena Tey Cue, na Escola Municipal Indígena Ñandejara e, também, a 19ª Zona Eleitoral de Ponta Porã.

O apoio das Forças Armadas para garantir a lei e a ordem durante as eleições está previsto no artigo 23, XIV, do Código Eleitoral: “Compete, privativamente, ao Tribunal Superior requisitar a força federal necessária ao cumprimento da lei, de suas próprias decisões, ou das decisões que os tribunais regionais que o solicitarem, e para garantir a votação e a apuração”.

Comentários

comentários