Execução de homem na fronteira pode estar ligada à chacina

Saturnino Enciso Tavares, o “Preto”, de 39 anos, morador na própria cidade, foi assassinado a tiros na manhã dessa quarta-feira (24), em Paranhos.

Homem foi morto em frente mercearia - Foto: A Gazeta News
Homem foi morto em frente mercearia – Foto: A Gazeta News

Segundo consta no boletim de ocorrência, o crime acontece quando a vítima chegava a um mercado pertencente à família acompanhado de um irmão.

De acordo com relatos do irmão da vítima à policia, o autor do crime seria um homem em uma moto modelo importado, cor preta e sem placa.

O assassino teria chamado a vítima pelo nome e quando Saturnino foi atender, o indivíduo teria sacado de uma pistola calibre 9mm e começado a disparar contra Preto, que morreu no local.

De acordo com a polícia, após cometer o crime o atirador fugiu do local sem ser identificado.

Segundo a polícia a vítima era suspeita de envolvimento com esquema de tráfico internacional de drogas.

Em 2008 Saturnino Tavares foi preso no Paraguai pela SENAD (Secretaria Nacional Antidrogas) daquele país juntamente com outras duas pessoas, entre elas um homem que seria cunhado do narcotraficante conhecido internacionalmente, Luiz Fernando da Costa, o “Fernadinho Beira-Mar”, que está preso no Brasil.

De acordo com a polícia de Paranhos, Saturnino estava com prisão decretada e quando foi morto era procurado pela Justiça Federal brasileira. (Com Informações A Gazeta News)

Comentários

comentários