Ex-prefeito morre após 15 dias internado por conta de anemia

Ex-prefeito Neilo Cunha não resistiu ao quadro de anemia profunda - Foto: Divulgação
Ex-prefeito Neilo Cunha não resistiu ao quadro de anemia profunda – Foto: Divulgação

Afastado do cargo de prefeito em março de 2015 depois de eleito em eleição suplementar,o ex-prefeito de Figueirão, Neilo Cunha, distante 244 quilômetros da Capital, morreu na madrugada deste sábado (9).

Ele tinha 39 anos e morreu vítima de uma anemia profunda, segundo a família. Segundo familiares, há mais de um mês as internações começaram em Campo Grande, mas ele melhorava quando recebia bolsas de sangue e em seguida era liberado.

Na sexta-feira (8) o peemedebista foi levado para CTI (Centro de Terapia Intensiva) com falência dos rins e figado. De acordo com o Midiamax, mesmo com forte medicação não houve reação e Neilo morreu por volta da 1h aos 39 anos.

O corpo saiu da Capital pela manhã e a partir das 13h será velado na Câmara Municipal de Figueirão. O enterro está previsto para às 8h de domingo (10). Ele foi eleito por meio de eleição suplementar em julho de 2013 por apenas 13 votos de diferença do segundo colocado.

Antes o político havia cumprido três mandatos como vereador, sendo presidente da Casa de Leis de Figueirão por determinado período. Formado em história e natural de Três lagoas ele faria 40 anos em julho deste ano.

Comentários

comentários