Ex-deputado petista assume cargo federal que era do PMDB em MS

Foto de época no mandato de deputado na Tribuna da AL-MS.
Foto de época no mandato de deputado na Tribuna da AL-MS.

O douradense petista histórico, Laerte Tetila, assume a partir de hoje (25), o comando da superintendência de Pesca e Aquicultura em Mato Grosso do Sul, vinculado ao Ministério da Pesca em Brasília. Ele substituirá Luiz David Figueiró, que era do PMDB, que abandonou o governo federal, após mais de dez anos, devido a atual crise política. Alguns peemedebistas ainda ocupam dois ministérios, Agricultura e Saúde, mas a grande maioria entregou o cargo e passou até a ser desafeto da presidente Dilma Rousseff e do PT, que alegam traição e golpe comandado pelo partido e principalmente pelo vice-presidente Michel Temer, que também é presidente nacional da sigla.

Assim, como vem ocorrendo pelo País, o governo federal trocou um filiado ao PMDB por um petista no comando da superintendência. O Diário Oficial da União desta segunda-feira trouxe a exoneração de Figueiró e em seguida a nomeação de José Laerte Cecílio de Tetila. Ele já foi deputado estadual, por dois mandatos, mas não conseguiu se reeleger na última eleição, como também foi prefeito de Dourados, por duas vezes seguidas, entre os anos de 2000 e 2008.

Figueiró estava a frente do órgão a praticamente quatro anos, quando assumiu a superintendência em maio de 2012. À época, ele era filiado ao PRB e a indicação foi uma estratégia de acomodação política. Agora no PMDB, Figueiró se despede do cargo afirmando que cumpriu seu trabalho. “Fiz o meu trabalho, aquilo que me confiaram, trouxe a aquicultura e a pesca para lugar de destaque. Mas política é assim. O cargo é de confiança, mas quando perde a confiança, fazer o quê?”, disse.

No último dia 29 de março, o PMDB decidiu por aclamação “desembarcar” do governo de Dilma Rousseff (PT) e ainda passou a aprovar, fez campanha e quase que a maioria dos seus deputados, votou a favor do Impeachment da chefe do executivo.

Comentários

comentários