Ex de Luiza Brunet é denunciado pelo MP por agressão

Lírio Parisotto está sendo acusado de ter fraturado quatro costelas e um dedo quebrado da atriz

Lírio Parisotto foi denunciado pelo Ministério Público de São Paulo (MP-SP), na noite desta segunda-feira (25), por agredir sua ex-mulher, Luiza Brunet , em maio deste ano nos Estados Unidos e em dezembro do ano passado, no Brasil. É o que afirma o promotor Carlos Bruno Gaya da Costa, do Grupo de Atuação Especial de Enfrentamento à Violência Doméstica (Gevid), do Ministério Público (MP) de São Paulo, em entrevista ao “G1”.

Luiza Brunet mostrou, no 'Fantástico', foto em que aparece com o olho roxo após a briga com Lírio Parisotto Foto: Reprodução, Globo / PurePeople
Luiza Brunet mostrou, no ‘Fantástico’, foto em que aparece com o olho roxo após a briga com Lírio Parisotto Foto: Reprodução, Globo / PurePeople

Gaya baseou a denúncia nos laudos do IML (Instituto Médico-Legal) e, agora, o empresário está sendo acusado de lesão corporal contra a atriz, atualmente interpretando a personagem Madá na novela “Velho Chico” : “Ele terá de ser responsabilizado nos termos da Lei Maria da Penha, que endurece a pena numa eventual condenação. Ele foi acusado de ter fraturado quatro costelas dela, segundo laudo pericial, no apartamento dele em Nova York, e também de ter quebrado o dedo dela no final do ano passado”, contou.

A acusação será encaminhada à Justiça, que irá decidir se apoia a denúncia contra o bilionário para que ele seja, por fim, julgado e responda à pela queixa. O promotor afirmou que as lesões nos Estados Unidos foram consideradas leves e as de 2015, no país, foram as mais graves. Os crimes de natureza leve no contexto da violência doméstica podem ter penas de três meses a três anos de detenção; se a lesão for de natureza grave, as penas podem ser 1 ano a 5 anos de reclusão.

buz

Além de alegar que também foi agredido pela ex-companheira, Lírio também negou suas acusações. Segundo o defensor do empresário, ele seria a vítima e tem provas documentais de que vinha sendo agredido pela artista desde 2013.

“O que aconteceu em Nova York é o que aconteceu várias vezes, segundo ele, mais de dez vezes no relacionamento. Por algum motivo banal ela perde a calma, se descontrola e o agride. Vamos comprovar tudo isto. Tudo será juntado em três dias conforme eu acabei de combinar. É só imprimir. Tem Whatsapp, tem e-mail, tem várias coisas”, declarou. (TERRA)

Comentários

comentários