EUA impõem sanções contra autoridades e mineradoras do Irã

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em seu primeiro pronunciamento após os ataque iranianos contra bases iraquianas que abrigam tropas americanas – 08/01/2020 (Foto: Evan Vucci/AP)

O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos anunciou nesta sexta-feira a imposição de novas sanções contra oito altas autoridades do Irã, entre as quais o secretário do Conselho de Segurança Nacional, Ali Shamkhani, e 17 produtores de metais e companhias mineradoras, uma entidade tripartite com a China e Seychelles, um navio cargueiro. O imposição de novas restrições havia sido antecipada pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, como resposta aos ataques de Teerã a duas bases americanas no Iraque na noite de terça-feira 7.

“Os Estados Unidos estão atingindo altas autoridades iranianas por causa do envolvimento delas e cumplicidade nos ataques de mísseis balísticos de terça-feira”, afirmou o secretário do Tesouro americano, Steve Mnuchin, por meio de comunicado. “Nós estamos também designando os maiores fabricantes de metais do Irã e impondo sanções sobre novos setores da economia iraniana, incluindo a construção, a indústria manufatureira e a mineração. Essas sanções vão continuar até que o regime pare de financiar o terrorismo global e se comprometa a nunca ter armas nucleares”, completou.

Entre as demais autoridades iranianas afetadas pelas sanções estão o vice-chefe de gabinete das Forças Armadas, Mohammad Reza Ashtiani, e o comandante da milícia Basij da Guarda Revolucionária do Irã, Gholamreza Soleimani. Os ataques de Teerã às bases americanas ocorreram como represália ao assassinato do general Qasen Soleimani, líder das forças de elite da Guarda, em Bagdá, no último dia 3. O governo iraniano ainda não respondeu às novas sanções dos Estados Unidos.

Comentários