Estreia hoje a ‘Pantalhaços’ com semana de Palhaçaria em Campo Grande

Lúcio Borges

Fotos: Larissa Pulchério

A 6ª edição Pantalhaços – Mostra de Palhaços do Pantanal, em Campo Grande, começa na noite desta quinta-feira (19), como o Página Brazil já havia anunciado em matéria anterior que ‘Campo Grande virará uma palhaçada na próxima semana’.  Será praticamente uma semana mostrando que palhaçaria é para todos e que isto com muitos shows serão vistos no evento que promoverá dezenas de atrações circense de 19 a 25 de julho em vários pontos da Capital. Os palhaços, logico, serão o foco principal de espetáculos para se apresentarem e fazer seus shows, mostrando assim, que ele é o ser mais nobre do circo, que se expõe ao “ridículo”, vai ao extremo para todos se divertirem e rirem.

Confira abaixo, toda a programação do evento que contará com ‘shows’ de artistas locais e de fora, vindos de quatros Estados e até outros três países, como Espanha e Uruguai. A Pantalhaços, em tese fará o palhaço sair do picadeiro e ganhar as ruas e teatros de Campo Grande, se tornando o protagonista dos mais diversos espetáculos e oficinas que tomarão a cidade por uma semana. Eles estarão em diversos lugares, como a Comunidade Tia Eva, Orla Morena, Ceinf, Teatro Prosa e espaço de grupos locais.

Todos os locais receberão espetáculos de artistas locais, de outros Estados e até de outros países, trazidos ao evento, que é realizado pelo Circo do Mato em conjunto com a cia. Flor e Espinho Teatro, contando com recurso do FMIC (Fundo Municipal de Investimentos Culturais) da prefeitura da Capital.

“A cidade ganhará mais alegria, mais diversidade cultural, além de configurar para a sociedade como um todo numa oportunidade de verem grandes mestres de renome internacional”, comenta Anderson Lima, um dos organizadores do evento, que ainda lembra que com isso, “a Pantalhaços retorna para inserir Campo Grande no circuito internacional dos festivais de palhaçaria, sendo uma iniciativa de consolidação da arte do palhaço”, explica.

Nomes e atrações + Escola

O diretor revela os nomes já confirmados e que estão na programação principal. “Se apresentam: a Aplausos Cia Teatral, Palhaço Dentinho, Palhaço Challito e Top Circo, de Mato Grosso do Sul; o Palhaço Purunga, de São Paulo; Turma do Biribinha, de Alagoas; João Carlos Artigos, do Rio de Janeiro e Dona Zefinha, do Ceará. Representantes dos paises serão Pepe Nuñez, da Espanha; Clara López e Mauro Cosenza, ambos do Uruguai; Chacovachi, da Argentina, e, Teatro Del Camino do Equador”, descreveu Anderson.

Oficinas –Durante o evento ainda acontecem duas oficinas, com os artistas Pepe Nuñez, da Espanha, que ministrará a “Iniciação à Arte do Palhaço”, de 20 a 22 de julho, e Chacovachi, da Argentina, que ministrará o “Manual e Guia Del Payaso de Rua”, nos dias 24 e 25 de julho.

As inscrições para participar das oficinas foram abertas nesta quinta-feira (12) e seguem até quarta-feira (18). Para quem mora em Campo Grande as inscrições devem ser feitas na sede do Circo do Mato, entre 15h e 19h. Os que moram fora devem mandar e-mail para [email protected] , com o assunto: OFICINA PEPE ou OFICINA CHACOVACHI. A taxa de inscrição para cada oficina é de R$ 20.

No dia 22 de julho acontece uma aula espetáculo gratuita com o palhaço Biribinha, às 19h na Orla Morena. Para as oficinas as vagas são limitadas, para a aula espetáculo são ilimitadas e abertas ao público em geral.

Mais informações no blog da Pantalhaços através do link: http://pantalhacos.blogspot.com/

PROGRAMAÇÃO (endereços abaixo)

* 19 de julho (5ª feira) – 16 horas – Comunidade Tia Eva – Salão Social -Pequenas Coisas Espetaculares – Palhaço Purunga (SP)

19 horas – Orla Morena  – Palhasseata (cortejo de palhaços e público) –

20 horas – Orla Morena – Apresentações de ‘Bom Apetite’ e Pepe Nuñez (Espanha/Brasil)

* 20 de julho (6ª feira) – Circo do Mato – 13 às 17h – Oficina: Iniciação à Arte do Palhaço com Pepe Nuñez

15 horas – Ceinf Cordeiro Jesus-Apresentação ‘100 Virtuose 2.0’ com Palhaço Challito (MS)

20 horas – Picadeiro Mágico – Top Circo (MS) – Av. Manoel da Costa Lima com R. Estevão Ribeiro – Vila Piratininga

* 21 de julho (Sábado) – Circo do Mato – 13h às 17h  Oficina: Iniciação À Arte do Palhaço

16 horas – Teatral Grupo de Risco – Mulheres Sapiens Erectus – Aplausos Cia Teatral (MS)

20 horas – Orla Morena – Show H2OBOOM  com  Mauro Cosenza (Uruguai/Brasil)

* 22 de julho (Domingo) – Circo do Mato – 13 às 17h – Oficina: Iniciação À Arte do Palhaço

16 horas – Teatral Grupo de Risco com ‘Ludicando Por Aí’ do Palhaço Dentinho (MS)

19 horas – Orla Morena – com ‘Aula espetáculo’ do palhaço Biribinha

20 horas – Orla Morena – Cabaré de Palhaç@s

* 23 de julho (2ª feira) – 9h às 11h – Circo do Mato Diálogos Abertos – Palhaçaria Feminina – Com Ísis Anunciato, Thathy Dmeo e Sarah Monteath dos Santos

15 horas – Escola Tempo Integral Iracema Maria Vicente – Rita Vieira – Magia Turma do Biribinha (AL)

20 horas –  Orla Morena – “Cuidado!! Un Payaso Malo Puede Arruinar Tu Vida” – Chacovachi (Argentina)

* 24 de julho – (3ª feira) –  Circo do Mato – 9 às 12h – “Manual e Guia Del Payaso de Rua” com Chacovachi

17 horas – Orla Morena – ‘Autômato Programado Para Divertir’ com Dona Zefinha (CE)

20 horas – Teatro Prosa – A Dança Apocalíptica com Teatro Del Camino (Equador)

* 25 de julho (4ª feira) – Circo do Mato – 9h às 12h – Manual e Guia Del Payaso de Rua com  Chacovachi

14 às 16 horas –  Circo do Mato – Diálogos Abertos – Palhaç@s em Tempo de Crise com João Carlos Artigos (RJ)

20 horas – Teatro Prosa – Espetáculo ‘Cabeça de Nego’ – com João Carlos Artigos (RJ)

Intercâmbio e seleção

Outro organizador, idealizador da mostra, Mauro Guimarães, presidente do Circo do Mato, revelou que alguns dos artistas que se apresentarão foram convidados por serem grandes mestres da palhaçaria, como Biribinha, Pepe Nuñes e Chacovachi, mas a maioria foi selecionada através de edital. “Nós abrimos a seleção para encontrar espetáculos de fora que não conhecemos. Foram muitas inscrições, o que nos deixou muito felizes, mas não podemos escolher todos e selecionamos, os que acreditamos serem os mais bacanas para virem neste momento”, afirma Guimarães, que também é palhaço.

Os idealizadores acreditam que o intercâmbio que acontece com a realização da Pantalhaços é importante tanto para os artistas locais, quanto para o público, já que oportuniza a troca de conhecimento e experiência, além de trazer reconhecimento à arte da palhaçaria, assegurando à população a democratização do acesso à arte circense, com o intuito de garantir a ampliação do público e possibilitar o surgimento de novas plateias.

“Acreditamos muito em troca, assim ganham os artistas que estão vindo, os artistas da cidade, quem for assistir e até nós que estamos organizando a mostra”, frisa Mauro. “Precisamos estar atentos ao que está sendo produzido por aí, estar em diálogo constante com a produção mundial”, completa Anderson.

E não são só artistas que trabalham com o circo ou palhaçaria o foco dos espetáculos e oficinas. Há apresentações voltadas para dança, música e teatro. “Esta é uma ação que beneficia a todos. O currículo dos profissionais que vêm para a mostra é extenso, eles são fantásticos”, reflete Mauro.

Comentários