Estado de saúde de PM ferido em acidente com carreta piora

O tenente Alan Regis Marques de Souza comandante do 2º Pelotão da PM (Polícia Militar) em Caarapó, se encontra em estado delicado de saúde e passará por procedimento cirúrgico na tarde desta sexta-feira (22). O tenente é um dos três militares envolvidos no acidente entre uma viatura da polícia e uma carreta, ocorrido na tarde de terça-feira (19), na MS-280, entre Caarapó e Laguna Carapã,relembre aqui.
Colisão frontal deixou dois policiais feridos em Caarapó – Foto: Via /Whatsapp
Colisão frontal deixou dois policiais feridos em Caarapó – Foto: Via /Whatsapp
Alan se encontra internado no Hospital Cassems, onde também passará pelo procedimento. De acordo com o tenente Teodoro Caramalac, trata-se de uma cirurgia toráxica que buscará reverter situações sofridas por conta dos ferimentos.

“Será um cirurgia toráxica que acontecerá por ele estar com perda de hemoglobina e acúmulo de líquido abdominal, e a tentativa será reverter esse quadro”, explicou.

Segundo Caramalac, o procedimento é considerado complexo e possui até risco de óbito, porém, as expectativas dos médicos são positivas ,devido ao bom histórico de saúde de Alan.

“Como toda cirurgia, essa possui risco de óbito, mas estamos confiantes, os médicos estão atentos e ele possui um bom condicionamento físico e isso ajuda muito nessas situações”, citou.

Já os outros militares que também se envolveram no acidente já foram liberados do Hospital e seguirão tratamento em suas residências. Laucídio José da Cruz teve uma fratura na costela e outra na mão e Maycon Rodrigo Reis Mesacasa teve luxações e hematomas pelo corpo.

Ainda conforme Caramalac, não se sabe ao certo quanto tempo a cirurgia irá durar e quando se terá informações sobre o que a mesma conseguiu efetuar. Diante disso, ele cita que será necessário aguardar.

“Os médicos não passaram tempo exato para a cirurgia e para afirmar o estado de saúde dele, temos que esperar e ter fé”, citou.
Ainda não há informações concretas de como o acidente aconteceu. Informações preliminares são de que o policial que conduzia a viatura perdeu o controle da direção e bateu de frente com a carreta, porém isso deve ser analisado.
Um inquérito técnico foi aberto para analisar como o acidente ocorreu. O procedimento é rotineiro da polícia militar diante de situações como a ocorrida envolvendo viaturas ou equipamentos.
Dentro desse inquérito, já foi solicitada à PMRE (Polícia Militar Rodoviária Estadual) um laudo da perícia feita pelo órgão no local do acidente. No entanto, ainda é necessário o depoimento dos policiais para dar continuidade à investigação, o que conforme foi informado pelo comandante do 3º BPM, tenente coronel Carlos Silva, só ocorrerá quando os policiais estiverem bem de saúde.

O procedimento é rotineiro da polícia militar diante de situações como a ocorrida envolvendo viaturas ou equipamentos.

Dentro desse inquérito, já foi solicitada à PMRE (Polícia Militar Rodoviária Estadual) um laudo da perícia feita pelo órgão no local do acidente. No entanto, ainda é necessário o depoimento dos policiais para dar continuidade à investigação, o que conforme foi informado pelo comandante do 3º BPM, tenente coronel Carlos Silva, só ocorrerá quando os policiais estiverem bem de saúde. (com informações douradosnews)

Comentários

comentários