Espetáculo “Singulares”, da Cia Dançurbana, circula pelo interior pelo Prêmio Célio Adolfo

Foto Divulgação
Foto Divulgação

A Cia Dançurbana, de Campo Grande-MS, apresenta em Amambai (21), Caarapó (terça, 22), Fátima do Sul (23) e Vicentina (24) o espetáculo ‘Singulares’. A programação é gratuita e faz parte da segunda edição do projeto “Dançurbana em Circulação”, realizado por meio do Prêmio Célio Adolfo de Incentivo à Dança/2016.

“Nosso objetivo é dar continuidade ao processo de circulação dos nossos trabalhos por cidades de Mato Grosso do Sul, abrangendo especialmente os municípios que não fazem parte do eixo de investimento cultural mais frequente. O propósito é ocupar espaços distintos, dialogar com diferentes públicos, promover o acesso da população a dança, às manifestações culturais. Nesta segunda edição do “Dançurbana em Circulação” contemplamos as cidades de Amambai, Caarapó, Fátima do Sul e Vicentina”, conta Marcos Mattos, diretor e coreógrafo da companhia.

Espetáculo Singulares

Por trás de todo espetáculo existe uma história, uma reflexão. Criado em 2012, quando a companhia completou dez anos de existência, “Singulares” traz as histórias de vida de seus intérpretes-criadores, das relações destas com a história da própria companhia e vice-versa. “O espetáculo leva ao palco assuntos peculiares, discute a questão do gênero, da competitividade e do preconceito, propõe uma reflexão em relação ao mundo capitalista e a submissão dos valores realmente essenciais”, complementa.

“Singulares” foi um marco na trajetória da Cia Dançurbana, além de celebrar uma década de história e de homenagear seus bailarinos, foi aprovado pelo Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna 2012 e circulou como repertório no Projeto Palco Giratório, um dos maiores programas de circulação do país; motivos que nortearam sua escolha. Em cena, os oitos intérpretes-criadores Adailson Dagher, Ariane Nogueira, Lívia Lopes, Maura Menezes, Ralfer Campagna, Reginaldo Borges e Rosely Mendonça, utilizam técnicas de danças urbanas e da dança contemporânea.

Oficina

A busca pela formação de novas plateias, o desejo de compartilhar/trocar conhecimentos e vivências e de se aproximar da comunidade, sempre foram constantes na trajetória da Cia Dançurbana. Diante disso, além das criações e apresentações de espetáculos, o grupo procura promover oficinas de formação por onde circula. Em Amambai, Caarapó, Fátima do Sul e Vicentina será realizada a ‘Oficina de Mediação Cultural e Técnica de Dança’, mediada pela bailarina e arte educadora Kelly Queiroz e que tem como objetivos: direcionar os participantes à experimentação e criação em danças urbanas a partir de suas próprias histórias de vida e, aprofundar reflexões sobre dança e a obra específica em circulação, proporcionando melhor entendimento e fruição no assistir do espetáculo. Serão duas turmas voltadas para estudantes. Ao final das oficinas e da apresentação do espetáculo serão realizadas ainda rodas de conversa com os participantes, para promover o diálogo e aproximação.

Serviço: Espetáculo Singulares. Dia 21 de novembro de 2016 (segunda-feira), às 19h30, na Escola Estadual Vespasiano Martins, localizada na rua Francisco Secejo Netto, 1050, Vila Alba, em Amambai-MS. Dia 22 de novembro de 2016 (terça-feira), às 19h30, na Escola Estadual Cleuza Galhardo, localizada na rua Justo Pastor Penha, Vila Jary, em Caarapó-MS. Antes de ‘Singulares’, haverá outras três apresentações de escolas estaduais. Dia 23 de novembro de 2016 (quarta-feira), às 19h30, na Escola Estadual Vicente Pallotti, localizado na rua Pastor Lemos, 2011, Santa Rita, em Fátima do Sul. Antes de ‘Singulares’, haverá uma apresentação dos alunos da escola. Dia24 de novembro de 2016 (quinta-feira), às 19h30, no Centro Multiuso Poliesportivo de Vicentina, localizado na rua Vicente Pallotti, 1519. Entrada franca. Mais informações pelo telefone (67) 9 8115-6071.

Comentários

comentários