Especialistas dão dicas para evitar estragos na pele e cabelo no verão

Com o verão já bombando, muita gente aproveita para curtir o sol, praia e piscina. Mas a estação não traz só alegrias: a pele e o cabelo sofrem muitos danos e pedem cuidados especiais nesta temporada para evitar que a pele fique desidratada e os fios acabem ressecados e quebradiços.

Chapéus e bonés são ótima alternativa: além da pele do rosto, os acessórios também protegem cabelos e couro cabeludo dos raios ultravioleta. “Já existem até alguns modelos fabricados com tecido especial para proteção solar”, recomenda Beni Grinblat, dermatologista do Hospital Albert Einstein.

Não reaplicar o filtro solar é um dos erros mais comuns nessa época do ano, mas existem outros deslizes que muita gente comete. “Fazer muita escova nos cabelos sem uma proteção e não hidratar cabelo e pele após o sol são alguns deles”, alerta Karla Assed, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da American Academy of Dermatology.

Karla ainda alerta para outro mito bastante difundido: a crença de que esfoliar a pele antes de ir à praia traz o bronzeado perfeito. “Não recomendo, porque os poros ficam abertos e a pele fica mais fina e sensível, ou seja, ela fica mais fácil de irritar. Como na praia há uma overdose de fatores externos, como água do mar, areia e vento, não é bom esfoliar a pele antes de pegar sol”.

A melhor opção para proteger a pele é investir em bastante filtro solar antes e durante a exposição ao sol. Camisetas de mangas compridas com proteção UV também ajudam a evitar danos pelo excesso de sol. Depois do bronzeado, não se esqueça de muito creme hidrante, para evitar ressecamentos.

Praia x piscina

Se você está em dúvida entre aproveitar um ou outro, saiba que a água do mar estraga menos o cabelo do que os produtos químicos usados para tratar piscinas. Essas substâncias podem alterar a cor, ressecar e enfraquecer seus fios. Nos dois casos, os fios precisam de cuidados redobrados. “Antes de mergulhar no mar ou na piscina é preciso aplicar produtos com FPS. E, após o mergulho, enxaguar os cabelos com água mineral ou de coco”, indica a terapeuta capilar Lela Athanásio, do Crystal Hair.

É a piscina também a responsável pelo tom esverdeado que o cabelo loiro pode ganhar. Isso acontece por causa do sulfato de cobre utilizado para o tratamento da água da piscina. “Se os fios estiverem ressecados e porosos, o sulfato penetra na queratina dos fios, deixando-os verdes ou até azulados”, explica Lela.

Se o estrago já foi feito, Lela ensina truques para recuperar o loiro: basta usar dois copos de leite, do comprimento às pontas. Deixe agir por alguns minutos e depois lave. O vinagre de maçã também pode ajudar. É só diluir meio copo de vinagre de maçã em uma vasilha com água, aplicar no cabelo e esperar agir. Ela também indica o uso de produtos para fios loiros e descoloridos “eles evitam ou tiram a oxidação do fio”, explica.

Antes de expor a cabeleira ao sol, Karla Assed indica como protegê-los corretamente: “use bastante leave-in, hidrate e proteja-os com filtro solar para cabelo”. Depois de mergulhar, prefira esperar o cabelo secar com ele solto. “Prender os fios ainda molhados facilita muito a quebra”, explica Lela. (Com UOL)

Comentários