‘Especialista’ em furtos morre em troca de tiros com policiais do Batalhão de Choque

Acusado de mais de 23 furtos a residência e carros, Murilo Henrique Crisanto de Lima, 21 anos, vulgo ‘Cirilo’, foi morto pela polícia na madruga deste sábado (24).

Desde quinta-feira (22), o Batalhão de Choque fazia rondas em busca dele nas proximidades do Jardim Noroeste, em Campo Grande. Ele foi identificado pela polícia como o suspeito de um furto ao veículo de uma servidora pública no Jardim Samambaia. Ele e um comparsa foram flagrados pela polícia, chegaram a fugir pelas ruas do bairro Tiradentes, mas o carro colidiu no meio-fio e estourou um pneu. Os dois então fugiram à pé.

Murilo era considerado especialista em furtos Foto Divulga

Na fuga, Cirilo jogou uma pistola 9 mm pela janela e deixou o celular para trás, o que ajudou em sua identificação. A arma foi apreendida.

Na madrugada de hoje, ele foi encontrado e estava armado com um revólver calibre 38. Ele teria efetuado três disparos contra a polícia, sendo que um dos disparos atingiu de raspão a coxa esquerda de um dos policiais. Ele foi baleado no peito e morreu na hora.

Comentários