Enteada acusa padrasto de estupro após ameaças com vídeo

Da Redação

Enteada de 18 anos procurou a polícia após ser estuprada e ameaçada pelo padrasto, no bairro Villa Ravenna, em Campo Grande. Segundo informações da delegada Thaís Cavalcante França, plantonista da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), já foi pedida a prisão do suspeito, um estudante de 25 anos, na noite dessa quinta-feira (2).

“A menina disse que denunciou para a diretoria da escola, que comunicou imediatamente ao Ministério Público”. A investigação deve apurar se ela contou para a mãe algo também e somente depois procurou a diretoria da escola.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, o padrasto encontrou a menina beijando outra garota e gravou um vídeo. A vítima então ressaltou que a mãe não aceita o relacionamento dela com a companheira, momento em que o padrasto aproveitou a situação e passou a chantageá-la.

Em 22 de março deste ano, o homem disse que mostraria as imagens para a mãe da vítima, caso ela não tivesse relações sexuais com ele. Logo depois, a menina disse que ocorreu o estupro e o suspeito inclusive não usou preservativo.

Quando eles ficaram sozinhos, o padrasto então foi até o quarto da menina e se deitou na cama. Ela contou que aproveitou o momento em que o suspeito foi tirar o tênis e correu para se trancar em outro ambiente da casa. Já no dia 24, o homem usou novamente o vídeo para fazer chantagens e então manteve relações sexuais com a menina.

Ela disse que deseja representar criminalmente contra ele e recebeu orientações na delegacia, além de atendimento psicossocial. O caso foi registrado como estupro. A pena para o crime pode chegar a 10 anos de reclusão.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu cometário!
Por favor, insira seu nome aqui