Enfermeiros e trabalhadores da limpeza de postos protestam contra atrasos e ameaçam paralisação

Enfermeiros que trabalham na Santa Casa de Campo Grande e trabalhadores terceirizados da prefeitura que fazem limpeza dos postos de saúde da Capital paralisaram as atividades na manhã desta sexta-feira por atraso no recebimento do salários e sem previsão de 13º e extras parceladas.

Atraso no pagamento dos salários motiva assembleias de trabalhadores

Para o atendimento dos pacientes da Santa Casa á manobra utilizada é de retirada de 30 % dos funcionários de cada setor atendido por enfermeiros, durante os três períodos de trabalho. A assembleia dos trabalhadores que conta com 300 funcionários ocorre durante toda a manhã e há possibilidade que greve seja iniciada ainda hoje.

O Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Asseio e Conservação de MS (Steac) convocou os cerca de 200 funcionários da empresa Mega Serv, terceirizada da prefeitura, para assembleia geral na manhã de hoje.

Conforme o sindicato, os atrasos de salário são constantes e os rendimentos deste mês ainda não foram depositados. Pelo menos durante a manhã de hoje, não deve haver limpeza nos postos de saúde.

Comentários