Emre Can é acusado de sexismo ao comentar expulsão de CR7

Gazeta Esportiva.com

Como se já não bastasse a polêmica instaurada a partir da expulsão de Cristiano Ronaldo nesta quarta-feira, contra o Valencia, pela Liga dos Campeões, o também jogador da Juventus Emre Can conseguiu piorar a situação. Ao comentar o lance, que gerou muitas críticas ao árbitro Felix Brych, o meio-campista acabou se colocando mal e, na sequência, sendo acusado de sexismo nas redes sociais.

“Isso era para cartão vermelho? Eu ouvi que ele disse ter sido por um puxão de cabelo. Nós não somos mulheres, estamos jogando futebol. Se você dá um cartão vermelho para isso, você deve ser expulso por qualquer falta. Com 100% de certeza, isso não é para cartão vermelho”, afirmou o alemão, que não voltou a se manifestar, em entrevista concedida ao site Dazn.

No próximo dia 27, o Comitê Disciplinar de Ética e Controle da Uefa irá analisar os lances mais significativos da primeira rodada da Liga dos Campeões. A princípio, Cristiano não poderá entrar em campo contra o Young Boys, no dia 2 de outubro, em Turim, cumprindo a suspensão automática. O problema é se a entidade optar por estender a punição, que pode chegar a até três jogos. Neste caso, CR7 não enfrentaria o Manchester United nem na Inglaterra, nem na Itália.

 

A Juve volta a campo neste domingo, já de volta ao Campeonato Italiano. Fora de casa, os comandados de Massimiliano Allegri encaram o Frosinone, no Bento Stirpe, a partir das 15h30 (no horário de Brasília), em duelo válido pela quinta rodada. Os bianconeros são os únicos com 100% de aproveitamento até o momento e, com 12 pontos ganhos, lideram a tabela do nacional.

Comentários