Empresário é morto por dever R$ 200 mil a advogado, diz polícia

Um advogado foi preso pela Polícia Civil suspeito de mandar matar um empresário em Barra do Garças, município a 516 km de Cuiabá, na última terça-feira (2), por causa de uma dívida de R$ 200 mil. Segundo a Polícia Civil, o empresário Ednei Martins Silva, de 34 anos, foi assassinado a tiros e, em seguida, os executores incendiaram o seu carro com o corpo dele dentro.

Carro foi encontrado ainda em chamas pela Polícia Civil - Foto: Divulgação/Polícia Civil de Mato Grosso
Carro foi encontrado ainda em chamas pela Polícia Civil – Foto: Divulgação/Polícia Civil de Mato Grosso

O veículo foi encontrado em chamas em uma região de chácaras, próximo ao Parque Municipal das Águas Quentes. A prisão temporária do advogado, porém, foi cumprida na cidade de São Simão, em Goiás, onde ele estava escondido. Agora, ele se encontra preso na Cadeia Pública de Barra do Garças.

O advogado teria contratado dois pistoleiros da região para executar o empresário porque o empresário havia contraído uma dívida com ele e não havia quitado ainda. Os dois pistoleiros já foram identificados e são procurados pela polícia.

Segundo a Polícia Civil, o advogado trabalha em Barra do Garças e, durante as investigações, foi localizado no município de Cachoeira Alta, em Goiás, o veículo usado na fuga dos criminosos. No bagageiro, a polícia localizou luvas e uma balaclava (capuz), possivelmente usados para dificultar a identificação dos envolvidos no crime. (G1)

Comentários

comentários