Empresário diz ter proposta de alto valor por Copete, reabilitado no Peixe

Lancepress/JP

Copete voltou a ser titular do Santos, após jejum de jogos, e deve ter saída dificultada (Foto: Ivan Storti/Santos)

Titular do Santos na vitória diante do Estudiantes, na Vila Belmiro, na última terça-feira, o atacante Jonathan Copete pode trocar o Brasil pelos Emirados Árabes. Ao menos esse é o desejo de Raúl Cardona, agente colombiano que tem em mãos uma procuração em mãos para negociar a compra do jogador em nome do Al Nassr. Ao LANCE!, o empresário alega que o clube árabe está disposto a oferecer 4 milhões de dólares (cerca de R$ 13,8 milhões) pelo atacante de 30 anos.

O problema é que o jogador voltou a entrar no radar dos titulares da equipe e não terá sua saída facilitada. O Peixe já recebeu a sondagem e aguarda pela formalização da oferta.

A reportagem teve acesso a dois documentos datados do último dia 16 de abril. No primeiro, o Al Nassr autoriza o agente venezuelano Daniel Roberto Yamin Lugo a negociar a compra de Copete com o Peixe. No segundo, Daniel autoriza Diego Cativa e Raúl Cardona a participarem da possível negociação. O prazo de validade da primeira carta é de 31 de maio. Já o da segunda em 1º de setembro.

– Eu ajudei o Santos a trazer Copete (em maio de 2016, por 1,5 milhão de dólares). Sei que o clube pagou muito menos do que tenho para oferecer agora, o clube me autorizou a oferecer 4 milhões de dólares. Acontece que estou há oito dias tentando agendar uma reunião e não consigo, não sei o que está acontecendo. Os caras lá estão me pressionando a ter algo concreto até sábado. O valor é bom para o Santos e bom para o jogador, que está encostado – alegou Raúl Cardona.

O contato de Raúl chegou para pessoas ligadas ao presidente José Carlos Peres, que estaria ciente dos valores oferecidos. Para negociar, no entanto, o clube aguarda uma formalização da oferta, algo que, segundo segundo fontes ligadas à diretoria, ainda não aconteceu.

O Santos chegou a ser sondado pelo Vitória, mas não liberou Copete. A intenção do clube é mantê-lo no elenco. Após a vitória na Libertadores, o técnico Jair Ventura vibrou com a “recuperação” do jogador colombiano e deu a entender que o atacante de 30 anos está nos planos.

– Trabalhamos o Copete para recuperá-lo. Ele aproveitou a oportunidade da melhor maneira possível. Ele trabalha demais e não vivia no seu melhor momento. Foi importante. Se eu fizesse o que todos queriam, teria emprestado o Copete – afirmou o treinador.

Comentários