Emendas priorizam hospitais regionais e infraestrutura

Os moradores do Estado de Mato Grosso do Sul vão receber por meio de emendas parlamentares e do Governo cerca de R$ 140 milhões em investimentos. Isso porque, a bancada federal de MS destinou cerca de R$ 70 milhões em recursos e o governador Reinaldo Azambuja se comprometeu a aplicar o mesmo valor em melhoria da qualidade de vida nos municípios. A assinatura ocorreu na manhã desta segunda-feira (30) e contou com a presença de dezenas de prefeitos.

Vice-governadora Rose Modesto assina emendas em cerimônia nesta segunda-feira/ Foto: Chico Ribeiro
Vice-governadora Rose Modesto assina emendas em cerimônia nesta segunda-feira/ Foto: Chico Ribeiro

O recurso trazido pelos parlamentares é referente Orçamento Geral da União (OGU) de 2015. Estão sendo destinados R$ 29,4 milhões para pavimentação e drenagem em diversos municípios; R$ 19 milhões para o Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS) entre aquisição de equipamentos, reforma, ampliação e custeio; uma emenda de R$ 3,4 milhões para construção do Hospital Regional em Dourados; duas emendas do ex-deputado federal Reinaldo Azambuja, sendo uma no valor de R$ 2,9 milhões para aquisição de equipamentos para o Estado de Mato Grosso do Sul e outra de R$ 3,9 milhões para custeio do Hemosul; entre diversas outras.

“Agradecemos a parceria com os deputados federais e senadores que, junto com o governo do Estado, estão destinando mais investimentos para os sul-mato-grossenses. Os parlamentares são os donos das emendas e conhecem os municípíos nas diversas áreas. O governo montou uma força tarefa para a execução desse recursos que trará obras estruturantes para os municípios. Só tenho a agradecer os parlamentares que mostram mais uma vez a união em trabalhar naquilo que é prioritário para nossa população, independente de partido político. Esse é o espírito de solidariedade que precisamos”, afirmou Reinaldo.

O coordenador da bancada de MS, senador Waldemir Moka, falou em nome de todos os parlamentares e ressaltou o compromisso do governador. Para Moka, a forma de execução dos recursos é muito positiva e vai otimizar a aplicação desses investimentos em prol da população.

“A bancada destinou as emenda individuais obrigatórias. E o governador firmou o compromisso com a bancada de que cada real investido ele irá duplicar. Então, na verdade, o prefeito que receber R$ 300 mil, tem um recurso de R$ 600 mil. Estamos em tempos muito difíceis, mas os parlamentares federais não faltarão ao MS. O governador reconhece o esforço da bancada, que por sua vez está pronta para ajudar o governo com o objetivo que esse recurso seja otimizado e chegue aos municípios levando mais qualidade de vida para os sul-mato-grossenses”, declarou Moka.

Ao todo, os recursos serão destinados a 33 prefeituras e ao Governo do Estado de Mato Grosso do Sul. Incluídas dentro do orçamento impositivo aprovado pelo Congresso Nacional, as emendas têm liberação garantida.

Comentários

comentários