Embalado, Palmeiras joga em Rosário para sobreviver na Libertadores

Após quatro derrotas sob o comando de Cuca, incluindo uma goleada do Água Santa, o Palmeiras ressurgiu vencendo o Rio Claro e, principalmente, ganhando do Corinthians no último domingo, ambas pelo Campeonato Paulista. Às 21h45 (de Brasília) desta quarta-feira, a embalada equipe enfrenta o Rosario Central, na Argentina, para sobreviver na Copa Libertadores da América.

Cuca precisa, ao menos, empatar para evitar eliminação precoce (Foto: Gazeta)
Cuca precisa, ao menos, empatar para evitar eliminação precoce (Foto: Gazeta)

O Verdão inicia esta penúltima rodada do grupo 2 em terceiro lugar, com quatro pontos, contra sete do Rosario e oito do Nacional de Montevidéu. Se perder, o time de Cuca já estará eliminado e apenas cumprirá tabela na próxima semana, recebendo o uruguaio River Plate no Palestra Itália. Uma vitória por dois gols de diferença na Argentina, porém, deixa a equipe em segundo lugar.

“Ganhamos do Rio Claro para irmos forte para o clássico e ganhamos o clássico para termos ainda mais força na Libertadores. Podemos conseguir um bom resultado e voltar com três pontos, encaminhando nossa classificação. Precisamos estar bem concentrados para tudo ocorrer bem”, indicou o lateral esquerdo Egídio.

O técnico não poderá contar com o volante Arouca e o atacante Dudu, com problemas musculares, e deve promover a voltar do meio-campista Matheus Sales, que cumpriu suspensão no Derby. A expectativa é que a formação volte a render com marcação precisa e apostando na qualidade de Alecsandro e Gabriel Jesus no ataque. O time ainda precisou superar as dificuldades por conta das chuvas em Rosário, que impediram a equipe de treinar na véspera do jogo.

“O campo deles é um caldeirão, pequeno, a torcida inflama. Precisamos entrar concentrados. Não se jogar, mas consistentes. Temos condições de vencer, com cada um dando o seu melhor. Precisamos nos acostumar a vencer, conviver com vitória, e temos uma final nesta quarta-feira”, prosseguiu Egídio.

Com uma vitória sobre o Palmeiras, o Rosario Central garante matematicamente sua classificação às oitavas de final da Copa Libertadores. Jogando na condição de mandante, o time não perde desde novembro de 2014 e conta com a força da torcida no Gigante de Arroyito para superar a equipe brasileira.

A exemplo do que ocorreu nos jogos anteriores pelo torneio continental, o goleiro uruguaio Sebastian Sosa substituirá Manuel García. Recuperados de lesão, os meio-campistas José Luis Fernandez e Gustavo Colman estão à disposição de Coudet. O ex-corintiano German Herrera deve ser titular no ataque.

“É um rival duro e vem com a obrigação de buscar a vitória em nosso estádio ou de pelo menos somar um ponto”, disse o goleiro Sosa sobre o Palmeiras. “Com o triunfo, asseguramos a classificação para as oitavas de final. Além disso, isso nos faria entrar com tudo nas próximas rodadas do torneio local”, completou.

Contra o Palmeiras, o técnico Eduardo Coudet, invicto em casa, completa sua 50ª partida no comando do Rosario Central (27 vitórias, 16 empates e seis derrotas). Com 18 pontos, dois a menos que o Godoy Cruz, o time é o vice-líder do Grupo A do torneio nacional argentino e, na última rodada, empatou por 1 a 1 com o Olimpo. (Gazeta Esportiva)

FICHA TÉCNICA
ROSARIO CENTRAL X PALMEIRAS

Local: Estádio Gigante de Arroyito, em Rosário (Argentina)
Data: 6 de abril de 2016, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Roddy Zambrano (Equador)
Assistentes: Byron Romero e Christian Lescano (ambos do Equador)

ROSARIO CENTRAL: Sebastián Sosa; Víctor Salazar, Donatti, Pinola e Pablo Álvarez; Cervi (Walter Montoya), Musto, José Luis Fernández e Lo Celso; Germán Herrera e Marco Ruben
Técnico: Eduardo Coudet

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean, Thiago Martins, Vitor Hugo e Egídio; Gabriel, Matheus Sales, Robinho e Zé Roberto; Alecsandro e Gabriel Jesus
Técnico: Cuca

Comentários

comentários