Em MS 583.277 mil eleitores deixaram de escolher entre Azambuja e Odilon

Em Mato Grosso do Sul, 583.277 eleitores deixaram de escolher entre os candidatos na disputa ao Governo do Estado no 2º turno das eleições este ano. O número é dividido entre os ausentes, que somaram 427.585 abstenções, votos brancos (38.745) e votos nulos (116.897).

O processo eleitoral foi encerrado ontem (28) com a reeleição de Reinaldo Azambuja (PSDB) após conquistar 52,35% dos votos (677.310), enquanto o oponente, Odilon de Oliveira (PDT), 47,65% (616.422).

Neste 2º turno, 1.877.020 eleitores estavam aptos ao voto. Mesmo aqueles que não compareceram às urnas no primeiro, poderiam exercer o voto neste pois o Tribunal Superior Eleitoral considera cada turno uma eleição independente.

Desse quadro de eleitores, 22,78% não compareceram deixando uma lacuna de 427.585 votos no pleito ao executivo estadual.

No votos nulos, aqueles em que o eleitor digita uma sequência de número que não confere ao de nenhum candidato em disputa, foram 116.897 registros. Nas decisões de voto em branco, quando o eleitor opta em não decidir entre nenhum dos candidatos, o TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) constatou 38.745 registros.

Tanto voto nulo quanto o voto em branco não influenciam no resultado das eleições. Eles são simplesmente descartados e servem de base para análise estatística.

COMPARATIVO

Comparado ao 1° turno, onde 1.876.929 eleitores estavam aptos ao voto, foi registrada abstenção de 21,22%, 68.779 votos em branco e outros 116.509 votos nulos. Um total de 583.572 votos não considerados ao resultado final do turno.

PRESIDENCIAL

Na corrida presidencial no 2° turno, MS teve, além dos 427.585 ausentes, 27.014 votos em branco e 85.889 votos nulos.

Jair Bolsonaro do PSL foi eleito o 38° presidente da República com 55,13% dos votos (57.797.466) no País, enquanto o adversário Fernando Haddad (PT) alcançou 47.040.859.

Em MS Bolsonaro saiu à frente do petista, com 65,22% do eleitorado (872.039 votos) enquanto Haddad com apenas 34,78% (465.034 votos).

 

Comentários