Em Live na Câmara, Reme anuncia volta das aulas presenciais para dia 19 de julho

Secretária de Educação do Município (Semed), Elza Fernandes, adiantou que as atividades da Rede Municipal de Ensino (Reme) serão retomadas no dia 19 de julho. O anúncio foi feito durante a live promovida nesta quarta-feira (12), na Câmara Municipal de Campo Grande.

Foto: Izaías Medeiros

Segundo Elza Fernandes, o decreto de ensino à distância vale até dia primeiro de julho, depois dessa data a rede entra em recesso escolar e ao final será feita a transição para o sistema híbrido de ensino. A retomada será estendida também às Escolas Municipais de Ensino Infantil (Emeis), que atendem crianças de seis meses a três anos.

Ela lembrou que a retomada da aulas foi condicionada à aplicação da vacina nos professores e trabalhadores da linha de frente da educação municipal, e a segunda dose deve ser administrada até lá.

O encontro faz parte de uma iniciativa da Comissão de Saúde da Câmara Municipal e teve na condução do debate o presidente, vereador Dr. Sandro Benites. Ele recebeu também, como convidado, o vereador Prof. Juari.  Além dos três, a reunião contou com a participação dos vereadores Prof. Riverton, Tabosa e Otávio Trad.

Segundo discutido na live, a secretária de Educação explicou como funcionará o ensino híbrido: “será feito de acordo com a realidade de cada escola e mediante o Procedimento Operacional Padrão (POP), respeitando distanciamento e quantidade de alunos a serem recebidos”.

Ela prossegue dizendo que “algumas escolas dispõem de piscinas outras, não. Há escolas com 400 alunos, outras com mais de 2 mil. Cada escola terá um POP, e assim algumas poderão atender 50% dos alunos outras apenas 25%, por causa da metragem das salas”.

Dessa forma, a secretária explica que uma turma atenderá às aulas e outra acompanhará em casa pela TV e Rádio Reme. Na semana seguinte, as turmas revezam os papéis e quem ficou em casa vai à escola tirar dúvidas sobre o conteúdo.

Parceria 

De acordo com o presidente da Comissão e Educação da Câmara, Professor Juari, o trabalho desenvolvido entre a Casa de Leis e o executivo na tramitação de projetos, serviu para acelerar a implantação de políticas públicas de impacto na vida das famílias afetadas pela pandemia.

O vereador ressalta o bom diálogo traçado com a pasta municipal da Educação e como o trabalho pôde ser agilizado. “Sempre colocamos à disposição todos os projetos de lei, para possibilitarmos concretude das iniciativas”.

No mesmo sentido, o vereador Prof. Riverton destacou a boa gestão que a prefeitura de Campo Grande para manter a entrega de aulas e destacando a agilidade no recebimento das cestas alimentares para famílias que contavam com a merenda escolar.

Os elogios foram repetidos pelo vereador Otávio Trad. Ele pontua que “mesmo em um processo difícil, com muitas perdas, e diante de todas as dificuldades, a prefeitura de Campo Grande não parou”.

O vereador Tabosa, opositor da atual gestão, também soube reconhecer as medidas tomadas pela prefeitura. “A gestão Marquinhos Trad (PSD) tem altos e baixos, mais baixos do que altos, mas a professora Elza é um alto”, reconheceu.