Em fiscalização a bancos Procon volta a flagrar demora excessiva no atendimento

A ocorrência de problemas de atendimento em agências bancárias continua. A fiscalização pela Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor – Procon/MS, órgão vinculado à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho – Sedhast, realizou diligencias em duas unidades bancárias tendo constatado espera excessiva em relação tempo para atendimento, entre outras infrações recorrentes.

Durante a ação em duas agências do Bradesco, ambas na Avenida Afonso Pena, (Agência Calógeras) e (Agência Cachoeirinha) tendo encontrado irregularidades em ambos os locais. Entre os problemas detectados, vale ressaltar a o tempo excessivo aguardando superando o que é considerado razoável, ou seja 15 minutos. Além disso, os comprovantes de atendimento foram expedidos  em papel termossensível o que, também, é vedado pela legislação.

Na agência da Calógeras em três senhas verificadas, foram constatadas esperas uma de trinta e sete minutos, e duas de quarenta de dois minutos. Já na agência da Cachoeirinha, a demora  registrada foi em uma senha foi de quarenta e cinco minutos e outra com trinta e cinco minutos. Também considerada infração,  as placas que identificam atendimento prioritário se encontram incompletas com a ausência de alguns símbolos de  beneficiários, o que também, é regulado por legislação tanto estadual como municipal..

O Procon/MS continua recebendo as denúncias dos consumidores recorrentes pela demora do atendimento nos bancos. Para denúncias ou informações, convém ligar 151, das 07h até as 18h30, de segunda a sexta-feira ou pelo whatsapp (67) 9 9158-0088 ou se dirigir à sede do Procon Estadual à rua 13 de junho 930. No site procon.ms.gov.br, também está disponível o aplicativo fale conosco que pode ser utilizado para denúncias.

Comentários