Em feito inédito, espaçonave chinesa pousa no lado oculto da Lua

AP/JN

Esta é a primeira vez que o lado mais distante da Lua recebe espaçonave

Uma espaçonave chinesa realizou, nesta quinta-feira, o primeiro pouso da história no lado oculto da Lua. A Central Chinesa de Televisão afirmou que a exploradora lunar Chang’ e 4 tocou o solo do satélite natural da Terra às 10:26, horário chinês.

O lado oculto da Lua está mais distante da Terra e é relativamente não explorado até os dias de hoje. O pouso pioneiro mostra a crescente ambição da China em se tornar uma potência espacial. Em 2013, Chang-e 3 foi a primeira espaçonave a pousar na Lua desde a Soviética Luna, em 1976.

Espaçonave Chang’e 4 sendo lançada na China, em 8 de dezembro de 2018. Foto: STR / AFP

A missão Chang’e 4, que transporta um robô, inclui a realização de obervações rádio-astronômicas de baixa frequência para observações, sondando a estrutura e composição mineral do terreno. O foguete Long March 3B decolou Chang’e 4 para o espaço, em oito de dezembro de 2018, do Centro de Lançamento de Satélites Xichang, ao sul da China.

Em maio, um satélite de retransmissão foi lançado para fornecer suporte de telecomunicações entre Chang’e 4 e a Terra. A China planeja enviar a sonda Chang’e 5 para a Lua no próximo ano e fazê-la voltar para a Terra com amostras. Se a missão acontecer, de fato, será a primeira vez desde 1976 que isto será feito.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu cometário!
Por favor, insira seu nome aqui