Em ato de filiação de Paulo Corrêa, Reinaldo anuncia Miglioli ao Senado

Engenheiro Marcelo Miglioli deixa o cargo esta semana para assumir a condição de pré-candidato ao cargo

O secretário de Infraestrutura do Governo do Estado, engenheiro Marcelo Miglioli, deixa o cargo esta semana para assumir a condição de pré-candidato ao Senado pelo PSDB. O anúncio foi feito nesta terça-feira, pelo governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, durante a filiação do deputado estadual Paulo Correa (ex-PR) ao PSDB.

PSDB recebei afiliação de Paulo Corrêa e anuncia Miglioli ao Senado (Foto: Divulgação )

“Sexta-feira ele se licencia para almejar algum cargo na eleição. Vai ser importante para nosso projeto político”, afirmou o chefe do Executivo estadual, também colocado como certo na disputa para reeleição este ano.

Marcelo Miglioli ressaltou que vai pleitear a indicação ao Senado, numa campanha estritamente vinculada ao legado de trabalho tucano, “que tem obras e serviços nos 79 municípios, superando a crise com decisões corajosas e ótimos resultados para a população”. Miglioli disse que houve consenso com o secretário de Governo, Eduardo Riedel, que também aspirava a condição.

“Ele é importante para a governabilidade e continuará conduzindo esse processo com excelência”, assinalou.

À imprensa, Miglioli disse que “sinto-me preparado para deixar o governo, porque já deixei bem organizada a Secretaria. As instituições dentro estão organizadas e com projeto em andamento. Entendo que minha saída não trará prejuízos à pasta”.

Marcelo Miglioli deve deixar a Secretaria de Infraestrutura na próxima sexta-feira, dia 6 de abril, atendendo ao que determina a legislação eleitoral. A partir dessa data passa a ser pré-candidato e vai percorrer o Estado, destacando o esforço e os resultados da administração tucana para a população sul-mato-grossense.

Candidatura importante

Entrando no PSDB, o deputado estadual Paulo Correa já anunciou que acha “muito importante” a pré-candidatura de Marcelo Miglioli, um engenheiro que conhece o Estado e mostrou que “é bom de trabalho”. O deputado disse que torce pela conformação da candidatura do secretário de Infraestrutura “porque ela engradece o debate político e coloca na arena um homem que tem condições de contribuir para o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul e do país”.

 

Comentários