Em 2 anos, Delegacia da Mulher fez mais de 38 mil atendimentos

A Casa da Mulher Brasileira fica na rua Brasília, Jardim Imá, Campo Grande (Foto: Ministério do Planejamento/Via Sejusp)

Desde a criação da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, que funciona na Casa da Mulher Brasileira, o espaço já prestou nos últimos dois anos 38,2 mil atendimentos. Destes, 14 mil foram referentes às ocorrências policiais. A delegada titular, Ariene Murad, disse que em 2016 o aumento das denúncias chamou a atenção.

“Houve um incremento de registros de boletins de ocorrência se compararmos 2015 e 2016. Este ano foram 7.035, a maioria sobre violência moral e psicológica, em segundo lugar lesão corporal com 5.319 inquéritos instaurados e 5.034 inquéritos concluídos e encaminhados ao poder judiciário. Em 2016 contabilizamos mais de 420 prisões em flagrante e 133 mandados de prisão cumpridos”.

Atendimento no fim de ano

Segundo a delegada, a Deam (Delegacia da Mulher) atenderá normalmente no período de festas. O local fica aberto 24 horas por dia para registro dos boletins. O disque denúncia (180) também permanece ativo durante este período.

“Nossos policiais estão de plantão 24 horas, de domingo a domingo, o nosso telefone também está à disposição no 3304-7575”.

De acordo com Ariene Murad, há indícios de que os casos de violência doméstica aumentem nesta época do ano por conta da ingestão de bebidas alcoólicas nos eventos festivos. Por isso, a delegada faz um alerta a todas as mulheres.

“É preciso evitar andar sozinha, evitar deixar os copos de bebidas desprotegidos. É interessante sair e chegar em casa acompanhada. Para combater a violência doméstica e familiar o melhor remédio é a conscientização e a educação”.

Em caso de urgência e flagrantes é necessário entrar em contato com a polícia no 190.

Comentários