Educação para o trânsito começa na infância, destaca Detran-MS

Foto Divulgação
Foto Divulgação

O trânsito pode parecer uma coisa distante para a maioria das crianças. Mas conscientizá-las desde cedo é de suma importância para que no futuro tenhamos motoristas mais atenciosos e gentis.

As crianças acompanham a agitação, a impaciência do dia a dia no trânsito. Na hora da chegada e saída da escola, filas duplas, a pressa dos pais para cumprirem seus afazeres diários, aquela ligação atendida ou a mensagem enviada, dirigindo sem atenção na maioria vezes.

Infelizmente dados do Ministério da Saúde mostram que o trânsito é a principal causa de mortes de crianças por acidentes no Brasil, na maioria vítimas de atropelamento. Por este motivo, pais e mães devem começar a prestar atenção nas suas atitudes no trânsito, no exemplo que estão dando aos seus filhos.

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MS) trabalha o comportamento e educação no trânsito com todas as faixas etárias ao longo do ano, em escolas municipais, estaduais e particulares do Estado. Neste mês de maio o trabalho foi intensificado em alusão ao Movimento Maio Amarelo. Movimento este que prevê a redução do número de acidente no mundo.

Uma série de atividades envolvendo todos os parceiros do Movimento estão sendo desenvolvidas com crianças, adolescentes e jovens. Regras de trânsito, comportamento, sinalização sendo explicado de forma lúdica com um único objetivo, formar futuros motoristas conscientes e cidadãos.

“Não basta apenas sinalizar as vias públicas ou colocar radares nas avenidas, é preciso educar para o trânsito. Os pais devem agir com responsabilidade, respeitando as leis de trânsito, dando o exemplo. Sem dúvida o comportamento influenciará o futuro das crianças”, afirma Marlene Alves Rondon diretora de Educação para o Trânsito do Detran-MS.

Comentários

comentários