Edil pede que Gaeco apreenda celular de Bernal e vereadores

O advogado do vereador Edil Albuquerque (PMDB), Renê Siufi, protocolou no final da tarde de ontem (21) um pedido para que o Gaeco apreenda os aparelhos celulares de todos os 29 vereadores que votaram no processo de cassação do prefeito Alcides Bernal (PP) e também do prefeito . O pedido será analisado pelo desembargador Luiz Claudio Bonassini da Silva.

Edil pede que Gaeco apreenda celular de Bernal e vereadores
Edil pede que Gaeco apreenda celular de Bernal e vereadores

Essa providência foi tomada segundo o requerente a partir das declarações dadas pelo vereador Jamal Salem (PR) no Legislativo Municipal nesta terça-feira, de que Alcides Bernal teria oferecido dinheiro aos vereadores para que votassem contra a sua cassação.

Jamal já havia solicitado ao presidente da Comissão de Ética, João Rocha (PSDB) que requeresse ao Gaeco a apreensão e análise dos celulares dos aliados de Bernal, os vereadores Luiza Ribeiro (PPS), Cazuza (PP), Alex do PT, Ayrton Araújo (PT), Paulo Pedra (PDT) e do deputado federal Zeca do PT, que na época da cassação do prefeito era vereador. Como a investigação do Gaeco é referente a cassação de Bernal, se o pedido de Edil Albuquerque seja aceito, devem ser apreendidos os aparelhos daqueles que cumpriam mandado na época em que as articulações paa a retirada do progressista começaram.

O Gaeco apreendeu os celulares dos vereadores Mario Cesar (PMDB), Edil Albuquerque (PMDB), Paulo Siufi (PMDB), Jamal (PR), Airton Saraiva (DEM), Edson Shimabukuro (PTB), Gilmar da Cruz (PRB), Chocolate (PTB), Flávio César (PTdoB), Otávio Trad (PTdoB) e Eduardo Romero (Rede Sustentabilidade) e do ex-vereador Alceu Bueno.

Caso acate a solicitação de Renê Siufi, terá que apreender os celulares de vereadores que hoje ocupam funções de deputados e até de vice-governador: deputado federal Zeca do PT, deputado federal Elizeu Dionizio (PSDB), deputada estadual Grazielle Machado (PR) e vice-governadora Rose Modesto.

Além dos já citados, caso seja autorizado, também serão apreendidos os celulares dos vereadores Alex do PT, Ayrton do PT, Luiza Ribeiro (PPS), Cazuza (PP), Paulo Pedra (PDT), João Rocha (PSDB), Chiquinho Telles (PSD), Delei Pinheiro (PSD), Coringa (PSD), Carla Stephanini (PMDB), Vanderlei Cabeludo (PMDB) e Juliana Zorzo (PSC).

O Gaeco também apreendeu os celulares de Gilmar Olarte (PP) e dos empreiteiros João Baird e João Amorin. O instituto de perícias conseguiu recuperar mais de 400 mil páginas de conversar, incluindo mensagens que foram apagadas pelos parlamentares e demais investigados. As apreensões fazem parte da Operação Coffe Break, que investiga possível compra de voto para cassação do mandato de Alcides Bernal (PP).

Comentários

comentários