Durante confronto, preso que matou policiais civis em Campo Grande é morto na madrugada

Da Redação

Ozéias Silveira de Moraes, suspeito de matar dois policiais civis terça-feira (09), em Campo Grande, morreu na madrugada desta quarta-feira (10), no Jardim Santa Emília. Segundo as primeiras informações da polícia, ele reagiu à abordagem, houve confronto, acabou baleado e não resistiu.

Ozéias morreu em confronto com policiais, após ter matado dois investigadores — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Ozéias e um parente eram transportados em uma viatura descaracterizada pelos policiais Antônio Marcos Roque da Silva, de 39 anos, e Jorge Silva dos Santos, de 50 anos, lotados na Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos (DERF).

Os policiais trabalhavam em investigação sobre roubos e furtos de celulares e conduziam os dois presos. Quando passavam na avenida Joaquim Murtinho, Ozéias teria atirado na cabeça dos dois policiais, matando-os e fugindo em seguida. Na fuga, ele ainda teria roubado dois carros. O outro preso foi recapturado em seguida, na Vila Nhá Nhá.

Antônio Marcos estava na Polícia Civil desde 2006 e Jorge Silva desde 2002. A Polícia Civil emitiu nota de pesar sobre a morte dos policiais.