Duplas brasileiras iniciam no Chile busca por vaga ao Mundial Sub-21

Gazeta Esportiva.com

A caminhada brasileira rumo ao Campeonato Mundial Sub-21, que em 2019 acontece na Tailândia, começa neste final de semana. Os times brasileiros formados por Rafael/Renato (PB) e Thamela/Victoria (ES/MS) disputam neste fim de semana a primeira etapa do Classificatório Sul-Americano Sub-21, que ocorre na cidade de Arica, no Chile, com a presença de oito países envolvidos.

O Classificatório Sul-Americano é composto por três etapas. Além da abertura, no Chile, as paradas também ocorrem em Lima (Peru), de 5 a 7 de abril, e em Assunção (Paraguai), nos dias 13 e 14 de abril. Os cinco países que mais somarem pontos nas etapas, em cada naipe, garantem vaga ao Campeonato Mundial Sub-21, que ocorrem no final de junho.

O Brasil será representado no naipe masculino pela dupla Rafael/Renato, irmãos gêmeos paraibanos que são campeões brasileiros Sub-21 e já disputam com destaque o Circuito Brasileiro Open. Renato também é campeão mundial Sub-19 e Sub-21 e medalha de bronze nos Jogos Sul-Americanos de Praia, disputados neste mês, na Argentina.

Rafael e Renato durante partida pelo Circuito Brasileiro Open (Foto: Divulgação)

Rafael, que no último final de semana ficou na quinta colocação do Circuito Brasileiro Open ao lado de Renato, comentou a expectativa para a estreia. Eles serão comandados pelo técnico Robson Xavier, das categorias de base do vôlei de praia masculino.

“Nossas expectativas são as melhores possíveis, estamos bastante preparados para esta seletiva continental. É ótimo pode notar a evolução do nosso time a cada etapa, sentir que nosso trabalho está dando certo. A bagagem que adquirimos no Circuito Brasileiro Open e no Challenger vão nos ajudar bastante, espero que a gente possa se sair bem e ajudar a conquistar essa vaga para o Brasil no Mundial”, disse Renato.

“Renato já é mais experiente em competições continentais, venceu mundiais de base, foi medalhista semanas atrás nos Jogos Sul-Americanos de Praia. Ele vai conseguir me passar tranquilidade e algumas dicas, como sempre faz. Isso ajuda, é muito importante. Vamos trabalhar muito e tentar tirar tudo de positivo dessa experiência”, complementou o irmão

No naipe feminino, o Brasil também terá uma dupla jovem, mas que já possui experiência e conquistas internacionais. A sul-mato-grossense Victoria é campeã mundial Sub-19 e no último final de semana, jogando com Tainá (SE), ficou com a prata na etapa do Circuito Brasileiro Open, em Natal (RN). Ela estará pela primeira vez atuando junto de Thamela, que disputou os Jogos Olímpicos da Juventude e o Mundial Sub-19 na temporada passada.

Técnico

O time será comandado pelo técnico Marcelo Carvalhaes, o ‘Big’, das categorias de base do vôlei de praia feminino. A capixaba Thamela comentou a responsabilidade de defender o Brasil no torneio e a alegria de atuar com a amiga Victoria.

“As expectativas são muito boas, nós já treinamos juntas em São Cristóvão (SE), no CT Cida Vôlei, então já temos um entrosamento bom. E jogar com a Victoria é maravilhoso, somos muito amigas fora de quadra, ela ajuda muito, apesar de nova, é muito experiente. Tenho certeza que será mais uma experiência maravilhosa representar o Brasil, sabemos da responsabilidade e vamos dar tudo de nós por um pódio”, destacou.

O Brasil está no grupo B no torneio masculino, onde enfrenta os paraguaios Alê/Riveros e os peruanos Seminario/Vasquez. Oito times avançam às quartas de final, e o torneio segue em formato eliminatório direto. No feminino, Victoria e Thamela estão no grupo C, onde encaram as chilenas Nicoli/Mori, as colombianas Isabela/Alvira e as peruanas Allcca/Mendoza.

Comentários